Calendário de privatizações já está traçado - TOPVIEW
Compartilhe

Há vinte anos os corredores do Palácio Iguaçu não escutavam falar de privatizações. Desde a venda do Banestado, em 2000, nenhum governador teve a coragem de encarar a questão. Ratinho Junior resolveu apostar na redução do Estado para impulsionar a economia.

A primeira da fila é a Copel Telecom (a venda está definida para março do ano que vem). Já a Compagás terá um processo de privatização mais demorado, que deve ocorrer no primeiro semestre de 2021.

Na segunda metade de 2021, deve ser feito o leilão da Ferroeste. O projeto de venda da Estatal, que está sucateada e só opera com 20% de sua capacidade, prevê a ampliação dos trilhos, que deverão ligar o Mato Grosso ao Porto de Paranaguá.

Os brasileiros finalmente entenderam que as estatais não são do povo, mas, sim, do partido político de plantão.

FRASE DO MÊS

“Eles estão falando que o primeiro que vai [preso] em segunda instância é o nosso presidente Rodrigo [Maia]. E aí? E os nossos líderes? E nós?” “

– Deputado Federal Carlos Gaguim (DEM-TO), explicando porque o Congresso não deve aprovar a prisão em segunda instância. Gaguim responde a 153 ações na Justiça.

Deputado Federal Carlos Gaguim

 

PARA ACOMPANHAR

Huck abatido pelo PT

Não é coincidência. Entre os milhares de jatos do país, Lula alugou justamente o de Huck para o levar de Curitiba para São Paulo. O apresentador se defendeu dizendo que foi uma simples operação comercial. Pode ter sido para ele, mas não para o PT, que conseguiu criar problemas a um de seus possíveis adversários em 2022.

Apresentador Luciano Huck

Bolsonaristas sob nova direção

O novo partido, “Aliança pelo Brasil”, que será fundado pelo presidente para abrigar seus aliados, será comandado no Paraná pelo deputado federal Filipe Barros. Os deputados Francischini, pai e filho, agora são vistos pela família Bolsonaro como traidores e ficam no PSL.

Jair Bolsonaro presidente do Brasil

Churrasco queimado para Gilmar Mendes

O juiz federal Marcos Josegrei ganhou R$ 20 mil em danos morais por ofensas feitas por Gilmar Mendes, que xingou o magistrado de “analfabeto” e “estrupício” por ter autorizado a Operação Carne Fraca. Josegrei já ganhou em segunda instância, mas só vai ver o dinheiro depois do “trânsito em julgado”.

Gilmar Ferreira Mendes é um jurista brasileiro
In this article

Join the Conversation