Sorriso da vez: tudo sobre as lentes de contato odontológicas

Sorriso da vez: tudo sobre as lentes de contato odontológicas

Tendência do momento, as lentes de contato odontológicas apresentam-se como uma opção rápida e eficiente para corrigir imperfeições

470 0
Compartilhe

Tendência do momento, as lentes de contato odontológicas apresentam-se como uma opção rápida e eficiente para corrigir imperfeições: a Sociedade Brasileira de Odontologia e Estética (SBOE) afirma que a busca pelo tratamento cresceu, em média, 300% nos últimos quatro anos. O tratamento estético é feito com a técnica de recapagem – quase um “revestimento” – personalizada da parte frontal dos dentes: cada paciente recebe seus moldes de acordo com a própria arcada dentária e suas necessidades. Conheça mais sobre a técnica em seis perguntas e respostas.

O que é e como é feito o procedimento?
Segundo o Dr. Marcelo Kyrillos, cirurgião-dentista e sócio-diretor do Grupo Ateliê Oral, em São Paulo (SP), as lentes de contato dentais – ou fragmentos de porcelana, como também são conhecidas – são pequenas peças, com 0,2 a 0,5 mm de espessura, confeccionadas artesanalmente ou por meio de impressoras 3D. Elas são colocadas sobre o esmalte dentário com uma cola especial, dente a dente, de forma indolor e rápida. A Dra. Larissa Micaelis, dentista especializada em estética do Atelier32, enfatiza que o procedimento realiza pequenos ajustes estéticos, possibilitando a mudança da forma sem desgaste ou com um desgaste mínimo dos dentes: alongam ou ampliam a largura de um dente ou reforçam pontos mais vulneráveis a quebras.

Quem pode usar?
Ainda, a Dra. Micaelis explica que elas podem ser aplicadas em dentes que não exigem grandes alterações da cor e do posicionamento no arco dental. O Dr. Danilo Caldas, cirurgião-dentista e diretor-executivo da clínica Caldas Studio de Prótese, explica que dentes com problemas como fraturas, canal tratado, bruxismo não tratado, manchas acentuadas e cáries não podem receber o procedimento.

Qual é a diferença em relação à técnica de facetas?
Uma técnica é muito próxima da outra. As facetas, por serem mais grossas, são fragmentos de porcelana que precisam de brocas, recomendadas para quem procura recuperar aspectos que as lentes não conseguem, como trincas, manchas e desgastes, explica o Dr. Rudah Ferreira do Amaral, clínico geral da Amaral Odonto.

É uma alternativa ao aparelho odontológico?
Não. Segundo o Dr. Caldas, é possível usar como alternativa estética para corrigir rapidamente pequenas alterações que levariam anos para serem corrigidas apenas com aparelho ortodôntico. Porém, não é possível usá-las como tratamento para outros tipos de problemas odontológicos. A Dra. Micaelis sugere aos pacientes procurar ortodontistas antes de iniciar o procedimento, para se enquadrarem nos requisitos necessários.

Quanto custa o procedimento?
As características pessoais de cada paciente alteram os valores do procedimento, conta o Dr. Kyrillo. Para uma boca com a mordida alinhada, saudável, com a coloração dental em bom estado e sem necessidade de uso do aparelho ortodôntico ou modificações gengivais, os valores para o tratamento completo variam, em média, de R$ 2 mil a R$ 5 mil.

Quanto tempo uma lente dura e como é a manutenção?
Depende do cuidado do paciente, explica o Dr. Caldas. Se bem tratadas, podem durar, em média, 10 anos. As indicações para preservação das lentes, segundo o cirurgião, são manter uma higiene bucal de qualidade e a baixa ingestão de alimentos ou bebidas ácidas. Ainda, para pacientes que tenham hábitos como abrasão dentária e bruxismo, o Dr. Amaral aconselha um tratamento prévio para não prejudicar a saúde e as futuras lentes odontológicas do paciente.

Neste Artigo

Converse com a Gente