A diversidade dos charutos é surpreendente - TOPVIEW

Além dos cubanos: a diversidade dos charutos é surpreendente

A diversidade no mundo dos charutos contribui para a disseminação da degustação

305 0
Compartilhe
diversidade nos charutos

Charutos cubanos são ícones mundiais? Sim! Mas nem só dos cubanos vivem os fãs de charutos. A diversidade dos charutos merece espaço.

Cada vez mais a oferta de charutos de diferentes países chega ao público e a diversidade contribui, e muito, para a disseminação da degustação mundo afora. Equador, México, Camarões e Indonésia são alguns exemplos de países que produzem tabacos marcantes e que contribuem para o mercado mundial.

Por incrível que pareça, o Equador, um dos menores países da América do Sul, produz um tabaco de excelente qualidade, tanto para o miolo como para a capa do charuto. Subindo no mapa da América, o México tem variedades incríveis e é mundialmente reconhecido pela produção de tabaco Sumatra. Camarões também vale ser lembrado, produz folhas de capa com um sabor único.

Por fim, na minha opinião, a Indonésia não pode ficar de fora. O arquipélago é famoso pela produção de folhas de capa para charutos pequenos, ideais para quem está começando no universo charuteiro. Ao falar em diversidade dos charutos, os do tipo Culebras não poderiam ficar de fora. São três charutos entrelaçados, o que impressiona imediatamente, com sabor forte e intenso, mas sem ser agressivo, tornando a experiência extremamente saborosa. E você, qual a diversidade de blends que conquista o seu paladar? 

Os escolhidos dos mês mostram a diversidade dos charutos

Nicarágua: Perceverancia Quadrado Maduro Folha Inteira – R$35. 

Nacional: Leite Alves Quadrado Folha Inteira – R$30.

Cubano: Partagas Culebras – R$210. 

*Coluna originalmente publicada na edição 231 da revista TOPVIEW.

In this article


Join the Conversation