Quem é você no mundo dos investimentos? - TOPVIEW

Quem é você no mundo dos investimentos?

Saber o seu perfil de investidor e, consequentemente, o seu nível de tolerância ao risco, é fundamental para tomar decisões assertivas no setor

524 0
Compartilhe

Já pensou que o mundo dos investimentos pode ter grande relação com a psicologia? O autoconhecimento buscado por ela é fundamental para quem pretende começar a investir – seja em aplicações na poupança ou em ações de empresas. De fato, é preciso ter uma básica noção do mundo dos negócios, mas conhecer o seu perfil é essencial para tomar decisões assertivas, obter resultados positivos e evitar os riscos desnecessários.

E, para isso, é preciso de um apoio de quem entende. “O foco da Allez Invest é construir um relacionamento de longo prazo com o cliente, entender seu cenário de vida atual, seus planos e objetivos para o futuro. Assim, é possível traçar uma estratégia completa, 100% personalizada e que respeite o perfil de cada um”, explica Bruno Rosenmann, agente de investimento e sócio da Allez Invest.

Como detectar os perfis de investidores?

O termo está relacionado com o grau tolerância ao risco. Investidores mais tolerantes tendem a tomar decisões mais ousadas em troca de possíveis ganhos maiores. Já os que fogem de situações de risco, abrem mão da maior rentabilidade. Ao entender esta dinâmica, se torna mais fácil construir uma base de investimentos.

Outro fator que facilita a descobrir em qual perfil se encaixa, é conhecer o “tripé dos investimentos”: liquidez, segurança e rentabilidade. Cada um desses termos está relacionado com um dos medos de cada grupo. Assim, que a liquidez está associada à disponibilidade de dinheiro; a segurança, ao risco de perda; e a rentabilidade, ao possível retorno. E o investidor sempre vai precisar abrir mão de um desses fatores.

E aí, quais são os perfis?

Muitos dizem que os perfis podem ser resumidos em três, mas algumas fontes chegam a citar até seis modelos de investidores. Bancos e mercados de investidores costumam analisar as características em “testes de suitability”, para detectar a adequação dos possíveis investimentos com os objetivos de cada um. “Sem a análise do seu perfil financeiro, o investidor acaba agindo contra seus objetivos e está mais propenso a cometer erros”, alerta o sócio. 

Mesmo assim, nem sempre uma pessoa se mantém em um perfil. Ao conhecer mais o setor, uma pessoa pode entrar em perfis mais ousados. Da mesma forma, alguém que tenha mais experiência no mercado pode se deparar com grandes crises e retrair seus investimentos.  “Para que o sucesso no mercado financeiro seja completo, o acompanhamento profissional é essencial. Ele promove muito aprendizado e insights sobre o que está acontecendo no mercado e o que tem de ser alterado– ou não – no portfólio de investimentos”, acrescenta Rosenmann.

Os perfis mais utilizados são o conservador, moderado e agressivo, mas ainda é possível identificar outros tipos de investidores. Confira:

Superconservador:

Esse perfil tem, claramente, medo de investir. Conhecido também como medroso mórbido, quem se encaixa nesta situação tem aversão à perda e, em algumas vezes, chega a guardar o dinheiro embaixo do colchão. O curioso é que, pelo medo de perder, essa categoria é a que acaba mais perdendo. Como ele não investe de nenhuma maneira, seu dinheiro não acaba rendendo e ele corre o risco de perder para um grande vilão: a inflação.

Conservador ou tradicional:

Quem se encaixa no perfil tradicional e conservador – grande parte da população brasileira – segue com medo dos riscos do investimento e, por isso, prefere seguir um caminho mais seguro, mesmo sabendo que a chance de rendimento é menor. 

Este perfil é o que guarda grande parte do dinheiro em poupança e, por mais que invista em setores ousados para o seu perfil – como pequenas ações, grande parte do dinheiro vai para fontes de renda fixa. Pessoas que se encaixam neste perfil normalmente buscam retirar esse dinheiro investido em um curto período de tempo. Além disso, ele tem baixa tolerância aos riscos, pouco conhecimento de mercado e costumam fazer investimentos com baixa volatilidade e alta liquidez, ou seja, com resgate rápido.

Moderado ou intermediário:

Os investidores moderados conhecem um pouco sobre mercado financeiro e ousam mais nos negócios. Normalmente, eles investem 60% em fontes mais seguras e 40% em fontes de risco, como, por exemplo, ações. Essa divisão chega a ser, em determinados momentos, igualitária, já que o investidor intermediário sabe – e gosta – de ouvir novas possibilidades. Apesar disso, ele não consegue acompanhar as rápidas mudanças de mercado e, por se sentir inseguro, se o nível de risco aumenta, ele volta o seu perfil para o lado conservador.

Dinâmico:

O perfil dinâmico conhece melhor o mercado de investimentos e tem uma média tolerância a riscos. Busca analisar as novidades para tomar decisões mais assertivas e favoráveis. A carteira deste perfil conta com investimentos de médio e alto risco, mas busca maior rentabilidade em curto e médio prazo.

Arrojado ou avançado:

Este tipo de investidor conhece bem o mercado e toma decisões assertivas. Ele prioriza o retorno e abre mão da liquidez, já que se presume que ele tem mais dinheiro e não vá precisar de um resgate rápido. Por isso, ele tem alta tolerância aos riscos. Este perfil busca crescimento a longo prazo e, normalmente, é caracterizado por jovens que querem aumentar seu patrimônio. O investidor avançado sabe analisar o setor e calcular riscos, com projeções de ganhos e perdas e bom senso.  Mas quem faz parte deste perfil precisa ter preparo emocional, pois, nos períodos de crise, as emoções são fortes.

Maluco ou agressivo:

Este perfil é um dos mais extremos. Ele não costuma pensar nas consequências e normalmente toma decisões sem grande conhecimento de mercado. Por não calcular os riscos, ele costuma relacionar o mercado de investimentos com um jogo de cassino. Além de tomar decisões incoerentes, não busca consulta profissional. Assim, ele costuma apostar alto, sem analisar o histórico de ações e, principalmente, sem medo de perder muito dinheiro.

Serviço
ALLEZ Invest
R. Heitor Stockler de França, 396, sl. 2106 – Ed. Neo Business I Centro Cívico_(41) 3514-5890.
Facebook: @allezinvest
Instagram: @allez_invest

Neste Artigo


Converse com a Gente