Confira as dicas IMPERDÍVEIS de Cris Mocelin sobre lifestyle - TOPVIEW

Confira as dicas IMPERDÍVEIS de Cris Mocelin sobre lifestyle

Em um bate papo para sua coluna Papo Final, a empresária Cris Mocelin compartilha algumas de suas dicas e experiências sobre viagem, gastronomia e lazer

449 0
Compartilhe

Um bate-papo com a empresária Cris Mocelin que circula dos Alpes Franceses às Auroras Boreais, passando pela Art Basel, em Miami, e compartilha imperdíveis dicas de viagem e do bem viver.

Uma habilidade sua pouco conhecida?
Sei fazer tricô, crochê e bordar (risos). Na verdade, exercito a habilidade de manter a calma e saber lidar com situações graves e inesperadas. Um acidente, uma briga, crash na bolsa, um assalto. Sob pressão, eu reajo muito bem… a adrenalina desperta o melhor de mim.

E outra curiosidade sobre você?
Tenho o costume da falar com os animais. Meu primeiro trabalho foi como psicóloga de cavalos de hipismo, os que apresentavam problemas de comportamento durante as competições. Em casa, me chamam de Dr. Doolittle. Tive muitos animais de estimação: cobra, lagarto, jaguatirica, cacatua e até um sagui. No momento, só tenho um cão, a Jolie, e dois peixinhos, que comem na minha mão…

Melhor festa a que foi recentemente?
Um jantar da Hermès, no Shopping Cidade Jardim, em São Paulo. Uma experiência gastronômica e sensorial maravilhosa.

Atitude mais admirável que testemunhou recentemente?

O episódio da caverna na Tailândia, em que o professor deixou de comer e beber para atender a necessidade das crianças. Ele inspirou a todos com sua generosidade e também nos mostrou como é importante exercitarmos a resiliência, a capacidade de lidar com os problemas, de adaptar-se às mudanças e superar obstáculos…

Destino de viagem: o último e o próximo?
Fui à Islândia para caçar as Auroras Boreais com o Luiz Felipe Pondé. Filosofia e natureza, em uma expedição incrível por um país pequeno de paisagens surpreendentes e um povo simples e maravilhoso. E a Art Basel, em Miami. Na edição de dezembro, foram mais de 260 galerias expondo seus artistas. Imperdível. Os próximos destinos serão Courchevel, nos Alpes Franceses, pois adoro esquiar, e Portugal ou Salvador, no Carnaval.

Último mimo que se concedeu?

Aprendi a dormir até mais tarde. Descobri que é muito bom dormir até acordar…

Se o dia tivesse 27 horas, como usaria essas três horas extras?
Aprendendo alguma coisa nova, um esporte novo, uma habilidade, uma língua… me de
dicando a uma causa… abrindo novos horizontes. Acho que, quanto mais interesses você possui, mais se diverte, mais pode ajudar as pessoas, mais é feliz…

O que está fazendo para cuidar da saúde?

Ação, gratidão, foco e disciplina. Sempre pratiquei esportes e cuido bastante da alimentação. Vou a médicos naturalistas, só uso fitoterápicos e homeopáticos. Entendo que temos que cuidar da saúde mental antes de mais nada.

Algo inusitado que recomenda que todos façam uma vez na vida?
Não é tão inusitado, mas é muito emocionante ver as Auroras Boreais.

Um item de moda que diferencia ou define seu estilo?
Gosto de usar peças que tenham história, emoção. Aquele moletom surrado, a t-shirt branca do coração, uma joia de família e peças que foram de minha mãe e avó, em que as vi suando em momentos especiais. Adoro quando vejo minha fi lha, Renata, fazendo o mesmo. Opto sempre por tecidos naturais e peças bem cortadas. Nesse quesito, sem dúvida menos é mais.

Última descoberta gastronômica?
O sabor dos alimentos naturais, sem glúten, sem lactose, sem açúcar. Não que eu não adore um cream cheese e um chocolate, mas a disciplina sempre fala mais alto.

O que mais a marcou em 2018?
A volta da moral, honestidade e esperança em nosso país.

E o que espera de 2019?
Além de todas as mudanças positivas políticas e econômicas, a conscientização cada vez maior de que o que nos faz verdadeiramente felizes é fazer os outros felizes! Simples assim…

*Coluna publicada originalmente na edição 221 da revista TOPVIEW.

Neste Artigo


Converse com a Gente