Yamamura apresenta um guia para esclarecer dúvidas - TOPVIEW

Curiosidades da Iluminação: Yamamura apresenta um guia para esclarecer dúvidas

Há 47 anos, a Yamamura se destaca no mercado por oferecer soluções completas em iluminação alinhadas à qualidade, preço competitivo e um verdadeiro time de especialistas

Compartilhe

No momento de comprar uma luminária é comum que os consumidores tenham questionamentos a respeito de aspectos e termos de iluminação. Diariamente, a Yamamura, maior megastore do segmento na América Latina, recebe muitas perguntas de seus clientes sobre o tema, tanto nas lojas físicas, como via atendimento online. Para auxiliar nessa tarefa, a marca traz um pequeno guia para esclarecer as principais dúvidas. Confira!

O que são Lúmens e Watts?

Lúmen (lm) significa a unidade de medida que faz referência à intensidade da luz ou fluxo luminoso. A partir desse número é possível saber se uma lâmpada é mais ou menos intensa. Esse é um dado essencial para não errar na escolha da iluminação de cada local. É importante ficar atento!

Já o Watt (W) representa unidade de medida para a potência da luz, ou seja, é o que determina o quanto uma peça irá consumir de energia. Esse termo geralmente é mais conhecido, pois aparece na conta de luz.

Quais são as temperaturas de cor?

Na iluminação, existem três temperaturas básicas de cor que são determinadas pela escala Kelvin: branco quente, neutro e branco frio. Primeiramente, o branco quente (de 2400K a 3000K) fornece sensação de aconchego, portanto é indicado para espaços que necessitam de tranquilidade, como salas e dormitórios.

A temperatura de cor neutra (em torno dos 4000K) é utilizada mais para fins práticos e que não interfiram na tonalidade da cor dos objetos. Em banheiros, ou cantinhos de make up, por exemplo, é ideal para que as tonalidades das bases e batons não sejam influenciadas pela luz.

Já no caso da temperatura de cor branco frio (5000K a 6500K), a luz traz mais sensação de agitação e frieza, portanto muito indicada para locais que exijam a concentração dos usuários, como é o caso de escritórios, cantinho do home office, cozinhas ou lavanderias.

Quais as diferenças de luz direta, indireta e difusa?

Luz direta é toda a iluminação que cai diretamente sobre um determinado espaço sem o uso de algum anteparo. É muito utilizada para dar destaque a algum objeto ou parte de um cômodo. Em contrapartida, a indireta – aquela em que a luz é rebatida e depois se espalha para o ambiente (como as sancas de gesso) é mais suave, dificultando o ofuscamento dos olhos. Por fim, a difusa é aquela que, diferentemente da pontual, ilumina de forma uniforme, ou seja, difunde a luz de forma mais generalizada por todo o espaço.

Pendentes no projeto de Isabella Nalon e Sula Miranda. (Foto: Emerson Rodrigues).

O que são os Índices de Reprodução de Cor e de Proteção?

Duas siglas muito importantes na iluminação, mas que pouca gente conhece são referentes à questão do IRC (Índice de Reprodução de Cor) e ao IP (Índice de Proteção). A primeira diz respeito à fidelidade da cor dos objetos com a incidência da luz (quanto mais próximo de 100, mais fiel). Já a segunda, informa, de maneira prática se a iluminação pode ou não ser utilizada em áreas externas (sujeita às intempéries), ou de piscinas. Por exemplo, o índice maior que 65 (IP65) é resistente a pó e jatos d’água. Já, o IP67, também é resistente a pó e, ainda, à imersão temporária na água.


Serviço
Mais informações: loja online: yamamura.com.br (Com entrega para todo o Brasil) ou (11) 99737-2516.

In this article

Join the Conversation