Cinema em casa: conheça essa tendência - TOPVIEW
Compartilhe

Para os cinéfilos de plantão, ter uma sala de cinema em casa pode ser a realização de um sonho. Definir um espaço de lazer como esse pode mudar a experiência dos morados no lar – podendo proporcionar grandes momentos de diversão em frente à telona. Mas para ter um espaço que atenda as suas necessidades é de suma importância pensar na tecnologia, isolamento acústico e décor.

O primeiro passo para uma experiência completa na sala de cinema é pensar no projeto de áudio e vídeo. Marcelo Fogaça, proprietário da Live Max, empresa especializada no segmento, afirma a importância dos equipamentos nesse tipo de ambiente.

“Eles proporcionam uma experiência sensorial aos moradores e  investir em produtos de qualidade pode transportar o usuário para dentro do filme sem sair do sofá. É um investimento que vale a pena”. E complementa, “hoje é possível transformar 12 controles remotos em apenas um clique no celular, com o aplicativo desenvolvido exclusivamente para cada cliente”.

Projeto Alessandra Gandolfi (Foto: Marcelo Stammer)

Além da tecnologia para oferecer experiências únicas de imersão, é preciso também um projeto de isolamento acústico. Para o engenheiro Jocinei Portes, da Construtora Portes, o tratamento acústico é o principal fator na hora de construir uma sala de cinema. “O isolamento otimiza a entrega sonora, melhorando a experiência do morador. Esse tipo de serviço isola tanto os ruídos externos, como os internos”, revela o engenheiro. Existem diferentes tipos de isolamento, em alguns casos, apenas uma janela com proteção acústica pode resolver o problema. Mas em outros casos, é necessário um isolamento mais elaborado, que necessita de um projeto adequado. Jocinei ainda lembra que “o pensamento estratégico para atender a necessidade do cliente pode mudar a acústica no ambiente, sem grandes modificações estruturais”, aponta.

Iluminação

Projeto Andrea Benthien (Foto: R. R. Rufino)

Outro fator que contribui para uma experiência completa é o projeto luminotécnico do espaço. Oferecer diferentes cenas com a iluminação e desenvolver a menor interferência de luz externa pode trazer a sensação de um verdadeiro cinema. Para a arquiteta Andrea Benthien, “para sair do tradicional e criar um projeto cênico na sala, é necessário ousar na automação e na dimerização da luz. Atendendo a diferentes momentos no ambiente”, relata. A arquiteta ainda lembra do perigo que alguns elementos do décor podem trazer no cinema em casa, “é importantíssimo fugir dos móveis e elementos refletivos como espelhos e laca, que aumentam a luminosidade do espaço, prejudicando na hora de assistir um filme”, revela a arquiteta.

Conforto é um dos principais sinônimos de uma sala de cinema, por isso comprar moveis pensados para essa finalidade são elementos curinga no ambiente. A arquiteta pontua a possibilidade de desenvolver moveis exclusivos para o ambiente, “não adianta ter uma super estrutura tecnológica e esquecer do conforto, por isso, escolher sofás e poltronas que cumprem esse papel traz mais aconchego aos moradores”, afirma.


Join the Conversation