Sorriso alinhado: 8 fatos sobre o uso de alinhadores transparentes - TOPVIEW

Sorriso alinhado: 8 fatos sobre o uso de alinhadores transparentes

Alternativa tem sido cada vez mais escolhida por dentistas e pacientes para tratamentos ortodônticos

Compartilhe

Eles literalmente conquistaram o sorriso do público. Os alinhadores transparentes são placas customizadas de acordo com a necessidade ortodôntica do paciente e que, ao serem encaixadas na arcada dentária, fazem uma leve e contínua pressão nos dentes, movimentando-os até a posição desejada. Essa solução tem ganhado destaque no mercado ortodôntico, sendo uma opção mais confortável, segura e discreta

1. Os alinhadores são removíveis

Os alinhadores transparentes não são fixos e podem ser removidos para que o paciente possa comer e escovar os dentes sem complicações. Os aparelhos convencionais dificultam a escovação, já que os ferros são colados no dente e não permitem o acesso completo da escova e fio dental. Além disso, há o risco de que algum bráquete se quebre e incomode. 

2. Não machucam

Os alinhadores transparentes são mais fáceis de utilizar, podendo o próprio paciente colocá-los ou removê-los. Já os aparelhos convencionais são compostos por um fio de metal ligado aos bráquetes ou borrachas e fixados nos dentes do paciente. “Conforme os dentes são movimentados, o fio de metal muda de posição, podendo machucar a gengiva ou a parte interna da bochecha, além do fato de que alguma peça pode desencaixar ou quebrar”, diz a cirurgiã-dentista Caroline Aranalde, especialista da ClearCorrect. “Com os alinhadores transparentes, não tem esse problema. As placas são encaixadas nos dentes sem complicações, o que permite ao paciente mais conforto durante o tratamento”, afirma. 

3. São muito discretos

Por serem transparentes, os alinhadores são quase imperceptíveis, se comparados aos aparelhos convencionais. A solução é uma ótima opção para jovens e adultos que desejam um tratamento ortodôntico discreto e eficiente. A ideia é continuar sorrindo para as fotos, sem precisar ficar com vergonha daquele sorriso metálico.

4. Permitem previsão com planejamento digital para correção dos dentes

Todo o processo é digital e permite que o paciente veja como poderão ficar os seus dentes no final do tratamento, assim como saber o tempo de duração e as mudanças que serão feitas a cada etapa. Após tirar fotos, fazer radiografia e o escaneamento, o profissional submete as informações para que seja feito o planejamento digital para o tratamento ortodôntico. Em seguida, o paciente recebe do dentista uma série de alinhadores transparentes que farão uma leve e contínua pressão nos dentes, devendo ser trocados a cada 15 dias. O dentista acompanha todo o processo e entrega periodicamente novos alinhadores para uso.  

5. O escaneamento é digital

Muitas pessoas temem a chamada “moldagem” feita para ter uma visão mais certeira da arcada dentária. Mas no caso dos alinhadores não é preciso. “O paciente, junto com o dentista, pode optar por uma escaneamento digital dos dentes, sem precisar fazer a moldagem que, além de desconfortável, gera medo e mal estar em muitos casos, sem contar que os escaneamentos digitais são mais rápidos e eficientes”, garante Caroline. 

6. A manutenção pode ser feita a distância

Dependendo do caso, com o planejamento digital, a manutenção dos alinhadores pode ser feita de forma remota e as consultas presenciais com um intervalo de tempo maior, fatores que contribuem para o distanciamento social durante a pandemia da Covid-19. “O dentista pode entregar para o paciente mais de uma placa para que ele mesmo faça a troca a cada 15 dias. E como já tem um planejamento digital sobre como os dentes devem ficar a cada troca, o acompanhamento fica muito mais fácil e efetivo, mesmo a distância”, explica Caroline. 

7. No final, o tratamento pode ter preço similar ao dos aparelhos convencionais

Muitas pessoas apontam como desvantagem o preço dos alinhadores transparentes, mas, quando comparado aos aparelhos convencionais, o tempo de tratamento é menor quando se utiliza os aparelhos ortodônticos transparentes. A cirurgiã-dentista explica que os aparelhos fixos tendem a ser mais baratos, já que o tempo de tratamento é geralmente mais longo o que possibilita um prazo maior de parcelamento dos valores a serem pagos. “Além da percepção de custo baixo, as peças podem quebrar durante o tratamento, o que gera um investimento maior para substituí-los”, considera a especialista.

8. Não é usado para bruxismo

Por fim, fica o alerta: alinhadores transparentes não são usados para diminuir os efeitos do bruxismo. É comum confundir, mas os alinhadores servem exclusivamente para corrigir o posicionamento dos dentes e a má oclusão e não apresentam outra finalidade senão essa. 

In this article

Join the Conversation