Menos açúcar, por favor! Nutricionistas ensinam como reduzir o consumo de açúcar

Menos açúcar, por favor!

Descubra como reduzir o consumo de açúcar com algumas mudanças de hábitos e na dieta

Compartilhe

Muito se fala em diminuir ou mesmo eliminar o consumo de açúcar refinado – e os benefícios são, de fato, vários: contribui para a prevenção de doenças como câncer e diabetes, para o emagrecimento, para a melhora do sono e para o aumento da disposição. Mas qual é a melhor maneira de fazê-lo com segurança? Por quais alimentos podemos começar? Como mudar nossos hábitos? Conversamos com as nutricionistas Aline Quissak, da Nutri Secrets e do empório natural Bee.O, e Astrid Pfeiffer, autora de A Cozinha Vegetariana de Astrid Pfeiffer, sobre o tema:

Como diminuir o consumo de açúcar?
Aline Quissak: “A nossa língua precisa de no mínimo sete dias para se acostumar a um novo sabor. Por isso, não adianta cortar [o consumo] pela metade logo de cara, porque você vai sentir falta. Temos que tirar o mínimo necessário e ir aumentando gradativamente.”
Astrid Pfeiffer: “Ajuda bastante trocar o açúcar branco pelo açúcar mascavo, de coco ou o demerara, que, embora não emagreçam, são mais nutritivos e, portanto, saudáveis. Eles podem ser utilizados em tudo: no preparo de bolos, sobremesas ou mesmo no café.”

Vale a pena retirar totalmente o açúcar da dieta?
AQ: “Não é possível, pois nossos neurônios precisam de carboidratos como fonte de energia. A questão é usar o mínimo possível de açúcar refinado.”
AP: “Normalmente, quem decide parar de comer doces pode ter o efeito rebote. Por isso, sou contra o radicalismo. Quanto ao açúcar necessário para nos dar energia, ele é encontrado no arroz, no pão integral, no trigo… esses ingredientes já servem de base energética.”

Quais são os alimentos que não parecem, mas contêm grandes quantidades de açúcar?
AQ: “Os rotulados como diet. Geralmente, não possuem ‘açúcar’, mas similares, como xaropes de glicose, de malte, de guaraná… todos os açúcares estão escondidos. O mesmo serve para as barrinhas de cereal.”
AP: “Os produtos industrializados e as frutas secas também são perigosos. Nos industrializados, há grande quantidade de sal e açúcar, porque são conservantes naturais. Já as frutas secas, geralmente, são ingeridas em grande quantidade, bem mais do que se fossem frutas normais.”

Qual é o pior período do dia para se comer açúcar?
AP: “Lembrando que o açúcar é um estimulante, não é uma boa ideia consumi-lo à noite.”
AQ: “No café da manhã, porque o nosso intestino está disposto a absorver tudo o que comermos. As melhores horas são quando ele está protegido por outras proteínas. Então, no almoço, saladas e carnes protegem e dão nutrientes capazes de servir como ‘capacetes’ contra esse açúcar da sobremesa.”

*Matéria publicada originalmente na edição 211 da revista TOPVIEW. 

In this article

Join the Conversation