SELF

Projeto pioneiro em Curitiba promove a prevenção e o cuidado com a saúde ocular das crianças

A pandemia da Covid-19 potencializou o uso de eletrônicos, tanto pela necessidade do estudo a distância como por opção de diversão em tempos de isolamento. Mas o uso intenso de telas pode trazer prejuízos para a saúde ocular, principalmente das crianças.

Segundo estudo do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), houve aumento no número de diagnósticos de crianças e adolescentes com miopia durante a pandemia da Covid-19. No levantamento, 72% dos profissionais entrevistados relataram maior detecção do problema na faixa etária de zero a 19 anos.

Mas um projeto pioneiro em Curitiba pretende auxiliar pais e professores a identificar problemas de visão nas crianças. Oferecendo praticidade, segurança e comodidade aos pais e alunos, a organização “Num Piscar de Olhos”, em parceria com o Hospital de Olhos do Paraná, realiza visitas nas escolas parceiras e, em formato de ‘blitz’, faz a triagem visual dos alunos em horário de aula. Os exames são realizados de forma rápida e segura, e servem para medir erros refrativos e acuidade visual em crianças a partir de 6 meses de vida.

Carlos Augusto Moreira Júnior, médico oftalmologista e diretor clínico do Hospital de Olhos do Paraná, ressalta a importância do avanço da tecnologia no cuidado e prevenção da saúde ocular das crianças. “Com tecnologia, segurança e comodidade, podemos levar aos pais e alunos um bom diagnóstico e condições de tratamento aos pacientes”.

Parceria de “visão”

O Colégio Amplação, por exemplo, é um dos primeiros parceiros do projeto. A instituição investe no conceito de educação inovadora, que entre outras vertentes, traz a tecnologia inserida no dia a dia, porém, sempre preocupada com a dosagem e equilíbrio.

“Cerca de 80% das informações que recebemos chegam ao cérebro por meio da visão. Por isso, cuidar da visão ainda na infância é apostar no bom desenvolvimento e rendimento escolar das crianças. Quando falamos de saúde, a prevenção é sempre o melhor caminho, por isso esse programa de triagem visual dentro das escolas é inovador e fundamental. E se a escola é a extensão da família, queremos auxiliar os pais ao longo desta jornada”, enfatiza Gisele Mantovani Pinheiro, Diretora da escola.

Segundo Letícia Lopes, Consultora de Marketing e Branding do Colégio Amplação, o objetivo da instituição sempre foi “enxergar além”, seja pelo seu pioneirismo na adoção de ferramentas digitais e metodologias ativas, inspirados na referência educacional da Finlândia, seja por olhar para o aluno de forma integral, sob todas as óticas, pedagógica, cultural, socioemocional e, também, na visão ampliada para a saúde das crianças.

O projeto conta com dois aparelhos portáteis de alta tecnologia, realizando diagnósticos seguros para medir erros refrativos e acuidade visual. São realizados exames para medir acuidade visual e erros refrativos, sendo possível detectar miopia, hipermetropia e astigmatismo. Com o resultado em mãos, os pais poderão consultar médicos especializados de sua confiança, havendo necessidade.

“Nós nos preocupamos muito com a educação, saúde e bem-estar da criança. Mas também em levantar e apoiar bandeiras importantes como esta, reforçou Letícia.
A escola preocupada em não só cuidar e facilitar o acesso para a realização da triagem, também convidou a especialista em tecnologias, Mabel Cristine Szeremeta, para falar sobre a relevância da tecnologia e sua utilização saudável, com intuito de orientar as famílias e os alunos.


Sobre o “Num Piscar de Olhos”
A organização Num Piscar de Olhos – Programa de Triagem Visual é um projeto pioneiro no Brasil. O objetivo é identificar e acompanhar anualmente a saúde ocular de forma preventiva. Em Curitiba, o projeto conta com a experiência e tradição de 45 anos do Hospital de Olhos do Paraná para emissão dos laudos.
Site: numpiscardeolhos.com.br
Instagram: instagram.com/orgnumpiscardeolhos
Informações: WhatsApp (41) 99688-5866 | Telefone (41) 3779-7444

Deixe um comentário