Conheça as modalidades que tornam o triathlon um esporte desafiador

Projeto Black 75 #4: com diferentes modalidades, o Triathlon torna-se um esporte ainda mais desafiador!

Completando 45 dias de treinos intensos, o executivo da TOPVIEW narra seus avanços e desafios e mostra as diferenças do short triathlon ao ultraman

496 0
Compartilhe
Guilherme Manocchio, campeão do IRONMAN Copenhagen 2015.

Estou completando 45 dias de treinos intensos – a dois meses do Sesc Triathlon Caiobá. Não treinei somente na semana do Ano Novo, e não por motivos corriqueiros das datas festivas, mas porque estava contundido no cotovelo. Apesar de parecer que era uma situação dos treinos, meu médico, Dr. Francisco, me diagnosticou com uma bursite bacteriana no olécrano (ponta do cotovelo) devido a uma raladinha no local. Vai entender… Mas tudo bem, agora já estou de alta.

Com essa nova percepção do meu corpo, já que fiquei “de molho”, notei que precisaria me proteger de possíveis contraturas e outras situações pelas quais um atleta passa, por meio de cargas intensas de treinos e repetições. Assim, busquei uma clínica especializada para me acompanhar semanalmente e ajudar na minha recuperação, prevenir lesões e, então, potencializar meus treinos.

Juliano fazendo o procedimento da ventosa na Ichiban Therapy.
Juliano fazendo ventosaterapia na Ichiban Therapy.

Lá na Swimex, conheci a Eliane, da Ichiban Therapy. Como ela tem uma sala no mesmo prédio da Swimex, achei perfeito convidá-la para ser nossa parceira no Projeto. Convite feito e aceito, ela me explicou como iriam funcionar as sessões semanais de massagens miofascial, ventosas, drenagem linfática, pontos gatilhos de dores e relaxante – tudo dependendo do meu estado físico do dia.

Depois de contar o susto que passei na virada do ano e apresentada minha nova parceira, queria escrever hoje sobre quais são as modalidades do Triathlon e mostrar que os desafios podem aumentar nesse esporte conforme a sua determinação!

 

Triathlon: as modalidades que tornam o esporte mais desafiador

O Triathlon surgiu em 1974, em San Diego, na Califórnia. A primeira grande competição foi no Havaí, com o intuito de esclarecer qual das modalidades tinha o atleta com melhor condicionamento físico, o nadador, o ciclista ou o corredor. Era ali que nascia o Ironman, a maior prova do esporte.

Passadas mais de duas décadas, o esporte ganhou status olímpico e estreou nos Jogos de Sydney, em 2000.

No dia 24 de março, vou participar do Sesc Triathlon Caiobá, uma prova super tradicional no Brasil, que contempla duas modalidades:

Treino de natação na Swimex.
Treino de natação na Swimex.
  •  Short Triathlon: os atletas nadam 750 metros no mar, pedalam 20 km na estrada e correm 5 km (é nesta categoria que estou inscrito);
  •  Triathlon Olímpico: são percorridos 1.500 m de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida.

Mas existem mais duas categorias, que são chamadas de longa distância e que levam os atletas ao limite físico e mental; as quais vou apresentar aqui:

  •  IRONMAN 70.3: também chamado de Meio Iron, tem distâncias de 1.900 m de natação, 90 km de ciclismo e 21 km de corrida;
  •  IRONMAN: o desafio é chegar ao fim, depois de nadar 3.800 m, pedalar 180 km e completar 42 km e 195 m de corrida.

Tá bom pra você? Pra mim, já estaria ótimo, mas tem atletas que realmente querem conhecer o limite do ser humano, e essa elite enfrenta um desafio maior ainda:

  •  Ultraman: modalidade disputada em três dias, consiste em 10 km de natação e 145 km de ciclismo no primeiro dia, 276 km de ciclismo no segundo dia e, para finalizar, ao terceiro dia são 84 km e 400 m de corrida.

Para quem gosta de desafios como eu, o Triathlon é o lugar certo para motivar a minha determinação física e mental. Os meus objetivos estarão sempre crescentes, e o seus?

Neste Artigo

Converse com a Gente