O que os pais nutricionistas colocam na lancheira dos filhos? Nós descobrimos! - TOPVIEW

O que os pais nutricionistas colocam na lancheira dos filhos? Nós descobrimos!

Especialistas contam o que preparam para o lanche dos filhos e como torná-lo mais saudável

0
Compartilhe

Aliar saúde e sabor na lancheira dos filhos, em meio à correria do dia a dia, nem sempre é fácil. “Quando pensamos no lanche dos nossos filhos, temos que pensar no que vamos ofertar de nutrientes e não somente naquilo que a criança gosta”, conta Rosana Tessari Ribeiro, nutricionista da escola Paula do Amaral e mãe de Maria Victória, de 7 anos. “Tenho dificuldades com a minha filha também, mas estou diariamente mostrando para ela o que é melhor.”

Rosana Tessari Ribeiro e Maria Victória

Dar o que a criança quer por falta de tempo é, na opinião de Elisabeth Favaretto, mãe do João Vicente, de 2 anos, e especialista em introdução alimentar e desmame guiado pelo bebê, um dos maiores erros dos pais. Por isso, a nutricionista Andréa Pinchelli afirma que o planejamento prévio do cardápio é a chave de sucesso. Nunca entram na lancheira de sua filha, Olívia, 3, snacks, guloseimas, chocolates e bolos recheados.

Andréa Pinchelli e Olívia

Já no lanche que Elisabeth prepara, os proibidos são bolachas recheadas e sucos de caixinha, pois têm alta quantidade de sódio, além de ser considerados viciantes devido à quantidade de gordura e açúcar. A especialista aposta em frutas, água, água de coco ou iogurte com granola, pois são nutritivos e com grandes quantidades de fibras.

Elisabeth Favaretto e João Vicente

Na lancheira da Maria Victória também não faltam frutas, além de sucos naturais e bolos sem recheio. “Sempre [vou] variando para que ela entenda que precisa comer diversificado e não só o que gosta. Mas acho que o importante é, também, a quantidade: saber porcionar e não exagerar”, afirma Rosana.

Dicas das especialistas

Um bom lanche: para a nutricionista Rosana Tessari Ribeiro, um bom lanche deve conter uma fruta, uma bebida saudável (como sucos naturais ou com menos açúcares) e um pão saudável (como integrais) com queijo, requeijão ou geleia de frutas.

Para provar novos alimentos: para fazer com que as crianças provem novos alimentos, uma dica da especialista em introdução alimentar Elisabeth Favaretto é levar as crianças a feiras de frutas e verduras e mostrar a elas cores, cheiros, tamanhos, texturas e afins. E, então, fazer um piquenique com o que compraram. Ainda, deixar as crianças participarem das preparações dos alimentos, permitindo que tenham um papel ativo dentro das refeições.

Exemplar: e, é claro, nada é melhor que o exemplo diário. Por isso, a nutricionista Andréa Pinchelli afirma que é preciso comer na frente das crianças os alimentos que se considera importante.

*Matéria publicada originalmente na edição 216 da revista TOPVIEW. 

Neste Artigo

Converse com a Gente