Tudo sobre medicina integrativa e coaching em saúde!

T-U-D-O que você precisa saber sobre medicina integrativa e coaching em saúde – IMPERDÍVEL!

A doutora Joana Iarocrinski fala sobre coach em saúde e a evolução da medicina integrativa para começar bem o ano de 2019

518 0
Compartilhe

A TOPVIEW deste mês traz o tema “bem-estar” na maioria das suas páginas e logo pensei em como contribuir falando a respeito, mais especificamente sobre medicina integrativa. Foi então que a primeira pessoa que me veio à mente foi a que cuida da minha saúde, que me faz ter pique para correria do dia a dia: a doutora Joana.

Eu a conheci por indicação de uma amiga e me apaixonei. Além de ser simpática, jovem e bonita, tem dois filhos (está à espera do terceiro) e uma rotina superagitada, como a minha. Com certeza, é a pessoa certa pra me atender.

A doutora Joana Iarocrinski é médica e especialista em medicina integrativa

Claro que também considerei seu extenso currículo: ela se formou em medicina em Santa Catarina, atualizou-se em Harvard, é coaching de saúde, além de ter mais uma dezena de especialidades. Veja como foi nosso bate-papo.

O que é medicina integrativa e coaching em saúde? Por favor, explique um pouco isso para a gente.
A medicina integrativa é uma abordagem médica que vai além da tradicional, visando tratar o paciente como um todo: corpo, mente e espírito. Ela é muito difundida no exterior, por isso, fui buscar formação fora do país e sou membro do Institute for Functional Medicine, dos Estados Unidos.

Quando se trata dessa modalidade, a relação entre médico e paciente é o ponto central de todos os tratamentos. É aqui que se encaixam perfeitamente os conhecimentos que adquiri na formação como coach em saúde, na Universidade de Nova York.

O coaching é uma técnica que utiliza várias ferramentas com a finalidade de auxiliar o paciente a entender sua situação geral de saúde e a colocar em prática ações para melhorá-la e evitar o aparecimento de distúrbios. Então, fica muito mais fácil estabelecer e cumprir metas de mudança de hábitos de vida, alimentares e de sono, estimulando atitudes que têm impacto real na prevenção de doenças e no tratamento de problemas crônicos.

Em suma, a medicina integrativa é o resgate dos princípios do antigo médico de família, em que a proximidade com o paciente tem extrema importância, utilizados em conjunto com as mais modernas estratégias, como o coaching, para potencializar os resultados.

Aproveitando que o tema da coluna é negócios, como é possível empreender na área de saúde e como você aprendeu a fazer isso, desde que deixou o trabalho nos hospitais?
Penso que sempre há espaço para empreender, inclusive na área da saúde. Basta olhar ao redor e identificar as necessidades do mercado.Comecei trabalhando nas empresas do meu pai quando era adolescente, o que fiz até me formar, e acredito que minha grande escola de empreendedorismo foi justamente esse período.

Depois de experimentar o ambiente hospitalar por algum tempo, senti a necessidade de encarar meu próprio negócio e, principalmente, de praticar a medicina com que realmente me identificava, a que cuida da saúde e não apenas trata as doenças.

Busquei o conhecimento extra de que necessitava e o associei a detalhes muito pessoais. Assim nasceu a marca Dra. Joana Iarocrinski.

Por que você acha que a medicina preventiva vem crescendo tanto?
Hoje, há uma grande preocupação com a prevenção de doenças e com a qualidade de vida. As pessoas estão percebendo a importância de estar bem por completo, com corpo e mente equilibrados, o que vai ao encontro das ideias da medicina integrativa e da preventiva.

A meta atual de grande parte da população é não adoecer. Por isso, proporcionar saúde, além de fazer parte do que acredito ser o correto, é um mercado extremamente promissor.

Qual a dica mais preciosa de saúde que você daria aos leitores da nossa coluna?
Quando se fala em saúde, é extremamente importante ter consciência e equilíbrio. Conhecer profundamente si mesmo e o ambiente em que se vive, balanceando vontades e necessidades, é um passo essencial em direção ao bem-estar e à vida mais longa e saudável.

*Coluna publicada originalmente na edição 219 da revista TOPVIEW.

Neste Artigo

Converse com a Gente