Indústria 4.0: sua empresa e carreira estão prestes a mudar- TOPVIEW

Indústria 4.0: sua empresa e sua carreira estão prestes a mudar radicalmente

O setor cresce com as novidades e as empresas tendem a se adaptar às mudanças para seguir no mercado

Compartilhe
indústria 4.0

2020 começou agitado para muitas empresas. As primeiras reuniões deste ano mostraram que diversas delas possuem como objetivo aderir à nova economia, economia digital ou indústria 4.0. Algumas demonstram pressa e uma certa preocupação com a velocidade que precisam ter para acompanhar esse movimento econômico drástico, no bom e no mau sentido.

Nos últimos anos as demandas por vagas com o enfoque no digital e na transformação dos negócios cresceu de forma moderada, mas sentimos que quando a “onda da concorrência bate” isso se torna prioridade, levando empresários e executivos a buscarem no mercado, profissionais com essa experiência e mentalidade. Qual o grande problema disso? Não existe correlação entre a demanda e a oferta dessas pessoas.

As soluções mais inteligentes para esse cenário passam por acreditar que os chamados soft skills, ou habilidades, são tão ou mais importantes do que o conhecimento técnico.

Uma empresa que quer, por exemplo, melhorar sua forma de vender e atender clientes, e servir de maneira mais ágil ao seu mercado consumidor, precisa mudar sua estrutura comercial tradicional, organizada com gestão de relacionamento (CRM), com vendas internas e externas para uma cultura centrada no cliente (customer-centric) e baseada em dados. O já conhecido CRM será imprescindível. O vendedor que conhece como ninguém o mercado e os clientes será a alma dessa mudança, mas a forma como a demanda desses clientes acontece é totalmente diferente. Com o avanço de marketplaces e a agilidade trazida pelo e-commerce em detrimento das visitas a clientes, os clientes não querem ser somente bem atendidos, mas comprar de maneira mais fácil, rápida e customizada.

O que buscamos então, são as mesmas pessoas, porém com uma diferente mentalidade (mindset), voltada a contínua necessidade de mudança e inovação, que pressupõe o risco de errar. Essa mudança de mindset parece simples, mas “dói”, pois fomos educados a não pensar assim.

A mudança necessária e inevitável das ofertas de nossas empresas somente ocorrerá com o entendimento de todos, empresas, profissionais, escolas, universidades e governos, de que a Economia, desde a Revolução Industrial no século XIX, não passava por algo tão drástico. E nós vamos acompanhar, por bem ou por mal, mas já que temos consciência e capacidade, que seja por bem, aproveitando e crescendo nossos negócios e carreiras com essa grande transformação.

Sobre o colunista

O headhunter Diego Godoy (Foto: arquivo pessoal).

Diego Godoy é headhunter e sócio da Easy2Recruit. É professor do tema recrutamento e seleção. Possui diversos artigos publicados sobre o tema em revistas e jornais de circulação nacional. Também é fundador do Projeto Um Por Cento, reconhecido como iniciativa oficial pelo ACNUR e que trabalha na recolocação de refugiados no mercado de trabalho do Brasil.

In this article

Join the Conversation