Higiene bucal infantil: mitos e verdades - TOPVIEW

Fada do dente: mitos e verdades sobre a higiene bucal das crianças

Existem vários detalhes que precisam de maior atenção quando falamos dos dentes dos pequenos

Compartilhe
higiene bucal infantil

Quem não tem memórias da Fada do Dente? A janelinha no sorriso, sem dúvida, marca a infância de todo mundo. Mas, o cuidado com higiene bucal infantil começa muito antes.

As crianças precisam criar hábitos saudáveis ao longo da vida e a referência delas são os pais. Atualmente, os consultórios de Odontopediatria têm como foco a prevenção e uma pequena porcentagem corresponde ao tratamento propriamente dito.

Tiramos algumas dúvidas com o odontopediatra e ortodontista da Clínica Ki, Dr. Luiz
Vicente Lopes. Entenda.

Higiene bucal infantil: mitos e verdades

É preciso marcar uma consulta com o odontopediatra ainda gestante?
Dr. Luiz Vicente: Sim, a conversa com a gestante é muito esclarecedora e são passadas algumas orientações como a possibilidade do bebê nascer com dente, teste da linguinha, dieta, higienização, sucção e aparecimento dos primeiros dentes. Além disso, a gestante precisa ter cuidado, pois doenças bucais podem levar até mesmo ao parto prematuro.

O bebê pode nascer já com dente ou ter a “língua presa”?
Dr. Luiz Vicente: Sim, podem nascer com dente ou, este pode aparecer nas primeiras semanas de vida. Deve-se avaliar se o dente é da série normal e se o bebê esta parando de ganhar peso ou a mãe não está conseguindo amamentar. Também podem nascer com a “língua presa”, que seria ter o freio lingual muito curto. Algumas maternidades já realizam ao nascimento o Teste da Linguinha, pois o freio curto pode interferir na sucção e dificultar a amamentação.

Quando a escovação deve ser iniciada?
Dr. Luiz Vicente: A escova e pasta de dente devem entrar em cena quando os primeiros dentes irromperem. É preciso paciência e insistência para criar o hábito, mas uma escovação por dia é suficiente no início. Tente a hora do banho, quando a criança está mais relaxada e em clima de brincadeira, aceitando melhor. A supervisão dos pais é importante até os 7 anos, aproximadamente, nem que seja durante a última escovação antes de dormir. Idade que seu filho terá a coordenação motora fina desenvolvida, necessária para uma escovação bem feita.

Pasta de dente com ou sem flúor?
Dr. Luiz Vicente: O melhor combatente à cárie é o flúor. E pastas com flúor devem ser usadas desde o início. Para não ter problema de deglutição do produto, a quantidade de pasta que deve ser colocada na escova é a do tamanho de um grão de arroz cru. O ideal é que se tenham duas pastas, uma sem flúor e a outra com uma quantidade de flúor de 1100ppm. Deixe seu filho brincar, morder, sugar a escova com pasta sem flúor e no momento da escovação, com a supervisão dos pais, utilizar a pasta com flúor.

O que causa a cárie?
Dr. Luiz Vicente: Precisamos basicamente de dois fatores para que a doença cárie se instale: uma alimentação rica em açúcares e carboidratos e uma higienização deficiente. Vale lembrar que a cárie não passa de uma boca para outra. O que pode passar é a bactéria. E ela precisa ter onde se fixar e do que se “alimentar” para começar a desenvolver a doença. Mesmo assim, a orientação é não beijar a boca do filho.

Quando devo tirar a chupeta?
Dr. Luiz Vicente: A chupeta deve ser removida até os 3 anos de idade. Se a chupeta causar alguma alteração oclusal nesse período, a tendência é que esta alteração se autocorrija. Ao passo que se removida a partir dos 4 anos, provavelmente precisará de algum aparelho para correção. Vale lembrar que a fase oral vai do nascimento aos dois anos. Remover a chupeta à força nesse período pode trazer problemas psicológicos. Ressalta-se também que é melhor a sucção da chupeta do que a digital (dedo polegar). Tirar o hábito do dedo da boca é bem mais difícil.

O dente do meu filho não nasce, é normal?
Dr. Luiz Vicente: Não se preocupe muito quando nascem os primeiros dentes, que pode ser dos 5 meses até 1 ano e 2 meses, aproximadamente. O que importa é a sequência de nascimento deles. Exemplo: irromper um dente canino antes de um incisivo, não está dentro de um padrão normal e deve ser investigado.

Qual a hora certa de arrancar o dente para a Fada dos Dentes?
Dr. Luiz Vicente: Não precisa ser um momento traumático. Quando estiver bem mole, fale para a criança ir brincando com o dente, passar a língua de um lado para o outro, assim o dente vai “amolecendo” até que caia naturalmente. Podem existir situações de retenção do dente de lente, sendo necessária a extração.

Na troca de dentes é possível armazenar células-tronco?
Dr. Luiz Vicente: Sim. Os dentes de leite são ricos em células-tronco, que podem ser armazenadas em laboratório caso seja necessário para futuros tratamentos de saúde.

Dica da Semana

Dois eventos bem bacanas vão acontecer agora em novembro. “Uma Noite na Biblioteca” — que chega à 16ª edição – é um acantonamento para crianças de 7 a 10 anos que começa na tarde do dia 23 e só termina na manhã seguinte, após uma maratona cultural de leitura, teatro, música e brincadeiras. As inscrições devem ser
feitas diretamente na Seção Infantil. Mais informações: (41) 3221-4980.

Sabe o filme “Uma Noite no Museu”? Saiba como viver algo parecido: uma noite na Biblioteca Pública do Paraná. (Foto: divulgação).

E no dia 30 de novembro, sábado, acontecerá no Museu Oscar Niemeyer mais uma edição do programa “Uma Noite No MON”. Desta vez o tema do encontro é “Era tudo um sonho…”. A atividade é voltada para o público infantil entre 7 e 10 anos e ocorrerá das 18h às 22h30. Neste período, o museu estará fechado ao público visitante, mas aberto aos participantes. São 60 vagas para as crianças e os ingressos possuem o valor de R$120,00. A programação deste ano conta com dinâmicas, oficinas, brincadeiras e visitas mediadas em forma de contação de histórias. As inscrições devem ser feitas na bilheteria do Museu. Mais informações pelo telefone (41) 3350-4468.

Sobre a colunista
Eu sou a Danielle Sommer, jornalista, autora de livros infantis e mãe do David, 6 anos, e da Amanda, 4 anos. Aqui vamos conversar um pouquinho sobre esse universo corrido e apaixonante que entramos quando somos promovidos a mães e pais! Ah! O conteúdo é liberado também para avós, tios, dindos e quem mais quiser trocar dicas conosco. Aqui você vai ler roteiros, desabafos e entrevistas. Quer falar comigo? danisommer@gmail.com. Aproveite para curtir no Facebook e no Instagram.

In this article

Join the Conversation