SELF

Especialista afirma que yoga pode melhorar a qualidade do sono

Uma boa noite de sono é essencial para o fortalecimento do sistema imunológico e para a garantia de um organismo bem equilibrado. Em tempos de pandemia, esse fator se torna ainda mais necessário, uma vez que muitas pessoas estão suscetíveis a enfermidades que podem comprometer sua saúde física e mental. 

Segundo Francisco Kaiut, criador do Método Kaiut Yoga, professor de yoga, quiroprata e terapeuta natural, os distúrbios do sono são diversos e podem causar muitos prejuízos. 

“Segundo o Ministério da Saúde, os distúrbios do sono mais comuns entre os brasileiros são a insônia, a apneia obstrutiva do sono e a síndrome das pernas inquietas. Além disso, há o sono insuficiente e o atraso da fase do sono. Todas essas condições impactam, significativamente, a qualidade de vida das pessoas”, explica. 

Conforme explica Kaiut, a boa notícia é que existem formas de melhorar a qualidade do sono. A prática de yoga, por exemplo, é uma maneira efetiva de dormir melhor e, com isso, de combater os distúrbios do sono de forma natural e saudável. 

“Ao praticar yoga, o indivíduo trabalha seu corpo e sua mente. A yoga atua no sistema nervoso parassimpático, que é responsável por orientar o organismo a reagir em situações de calma e de repouso – como o momento do sono. Quando regulado, o sistema parassimpático é capaz de proporcionar um relaxamento maior ao indivíduo, dando a ele uma noite de sono mais tranquila”, aponta o professor. 

De acordo com Kaiut, a prática consistente de yoga é a chave para a regulação nervosa efetiva. Entretanto, existem algumas posições que servem como porta de entrada para a prática e trazem resultados rápidos. Por isso, o professor selecionou duas posições simples, que você pode praticar em sua casa antes de se deitar para dormir. 

“A posição de pernas na parede favorece a circulação, estimula uma respiração mais natural e, com isso, contribui para a regulação do sistema nervoso – o que impacta diretamente a qualidade do sono. Para realizá-la, é necessário estar com as costas deitadas no chão e encostar as pernas esticadas em uma parede. Nesse momento, o corpo deve estar em formato de L. Fique na posição e relaxe por alguns minutos!”, explica Kaiut. 

A segunda posição também tem um efeito relaxante parecido. “Nela, é necessário estar deitado no chão de costas e juntar as solas dos pés. Nesse momento, deixe os joelhos caírem para os lados. Para que a posição fique mais confortável, utilize uma almofada ou um travesseiro debaixo dos joelhos”, finaliza o especialista. 

Deixe um comentário