Alfredo Gulin Neto: o construtor da inovação - TOPVIEW

Alfredo Gulin Neto: o construtor da inovação

O CEO da AG 7 impacta a cidade com projetos sustentáveis e inovadores

Compartilhe

Quando era criança, Alfredo Gulin Neto queria ser tenista. Treinava diariamente. Mas Curitiba agradece que esse sonho tenha mudado: neste ano, como CEO da AG 7, apresentou o Ícaro, empreendimento imobiliário sustentável que renovou o setor de construção da cidade.

Aos 30 anos, o curitibano formado em Engenharia Civil está sempre em busca de novos modelos de negócio. Tanto que a AG 7, empresa que fundou com o pai, Alfredo Gulin Filho, em 2011, traz uma mistura de mercado imobiliário e financeiro, no qual Gulin Neto atuou por cinco anos. “Inspiro-me nas empresas globais que são líderes de real estate high end em mercados maduros, como EUA e Europa, e em designers, arquitetos e empreendedores em geral que criam disrupções na maneira como usamos produtos e vivemos”, conta Gulin Neto.

O Ícaro, projeto que lhe rendeu vários frutos neste ano, é um empreendimento de alto padrão e sustentável no Cabral. Assinadas pelo arquiteto Arthur Casas, as suas três torres trazem a proposta de casas suspensas (a menor unidade tem 315 m²), com até 34% de economia de energia. A previsão de entrega é somente em 2019, mas o projeto já chamou atenção: recebeu o prêmio Master Imobiliário na categoria Soluções Arquitetônicas e aguarda a certificação Green Building Council Brasil Casa, na categoria Gold.

Estar à frente de um projeto desse tamanho, com 20 escritórios de projetos e 120 colaboradores de obra envolvidos, é uma experiência gratificante para o engenheiro. Gulin Neto acredita que um projeto inovador pode ter um impacto na cidade como um todo. “Vira uma bola de neve, uma corrente a ser seguida – ou seja, mesmo o incorporador que não acredita em sustentabilidade se vê obrigado a pensar nisso ou fica fora do mercado”, comenta. “É bom para o cliente e para a cidade”.

*Matéria escrita por Gisele Eberspächer e publicada originalmente na edição 206 da revista TOPVIEW.

In this article

Join the Conversation