Universidades na Inglaterra são boas opções para brasileiros - TOPVIEW

Universidades na Inglaterra são boas opções para brasileiros

Com a redução no número de contágios e óbitos, a região está mais próxima da retomada das aulas presenciais

Compartilhe

Nas últimas semanas, grandes universidades brasileiras anunciaram que só irão retomar as aulas presenciais em 2021, devido ao avanço da pandemia no novo coronavírus. No mesmo contexto, vestibulares foram adiados e diversas provas ocorrerão no próximo ano. Com isso, muitos estudantes ficaram apreensivos sobre o ingresso nas faculdades.

Segundo Raimundo Sousa, diretor internacional da OK Student, empresa de consultoria acadêmica para estudantes brasileiros que querem ingressar em uma universidade no Reino Unido, quem planejava fazer uma graduação ou pós na região ainda pode considerá-la uma excelente opção se comparada não só com o Brasil, mas com outros destinos onde a pandemia se encontra menos controlada.

Para se ter uma ideia, anualmente, cerca de 500 mil estudantes internacionais, de mais de 190 países, estudam nas instituições de ensino superior do Reino Unido. Os estrangeiros representam perto de 25% da população acadêmica, incluindo os professores.

“Além de o país oferecer universidades de excelência, posicionadas nos primeiros lugares dos rankings mundiais e apresentar a maior diversidade cultural em seus campi, o Reino Unido está proporcionando um ambiente de segurança que possibilita que as aulas comecem dentro do calendário previsto”, diz Sousa.

Nesse contexto, muitas universidades já anunciaram que as datas previstas para o início das aulas serão mantidas e ocorrerão com os campi já em funcionamento, ou seja, com as aulas presenciais se iniciando em outubro próximo ou janeiro. Embora a situação da covid-19 pelo mundo ainda esteja incerta, quem sonhava com a experiência de estudar no exterior nos próximos meses pode ainda se organizar para essa possibilidade.

In this article

Join the Conversation