Azaleia: a flor da feminilidade e que São Paulo AMA!

Azaleia: a flor da feminilidade e que São Paulo AMA!

Suas folhas verde-escuras não são lá muito atraentes. Porém, quando desabrocha, essa flor bastante popular se torna a protagonista no jardim

512 0
Compartilhe

Um dos símbolos da cidade de São Paulo – é no final do inverno que ela desabrocha e chama a atenção na “cidade da garoa” – a azaleia é dura na queda! Resistente, sobrevive muito bem no clima brasileiro e dispensa cuidados extremos. Por aqui ela é muito popular e, geralmente, é do tipo que agrada fácil. O que ela significa? Feminilidade e suavidade são adjetivos comumente relacionados à flor. 

É uma beleza que não dá trabalho e se mostra muito versátil: a azaleia pode ser roxa, salmão, coral, branca, bicolor, de forma simples ou dobrada. Sempre, contudo, muito volumosa. A gente AMA!

Mais: Antúrio, a flor de mulheres poderosas!

Toda flor tem sua lenda?

Não sabemos, mas a azaleia tem – e promete trazer muito romance para os apaixonados. A lenda chinesa conta a história de um imperador que sempre sonhava com uma bela mulher. Um dia, infeliz por não ter o amor da mulher de seus sonho, um vendedor lhe ofereceu uma flor maravilhosa. O imperador, deslumbrado com a beleza da espécie, a plantou em seu jardim. Logo após esse episódio, o imperador finalmente conheceu a mulher com quem tanto sonhava.

Acreditando na sorte da azeleia, o casal passou a beber, diariamente, um chá feito com as pétalas da flor. A lenda diz que, por causa da flor, eles passaram a vida apaixonados.

Como se não bastasse, existe outra lenda por trás da azeleia que diz que ela é capaz de seduzir qualquer um que a receba como presente? Será que é verdade? 

Dicas para usar azaleias na decoração 

Dica: use e abuse das folhas da própria flor. Isso confere um visual natural e harmonioso.

Quando for cortá-la considere as primeiras horas antes do sol. Esse detalhe garante flores mais frescas e muito mais duradouras. É comum vermos jardins repletos de azaleias, mas elas vão muito bem em arranjos também – incluindo os de casamentos. Na imagem acima é possível constatar como ela funciona bem sozinha, mas com diferentes apresentações e tons da mesma espécie.

Neste Artigo

Converse com a Gente