Aprender inglês na terceira idade é sinal de uma geração com mais autonomia - TOPVIEW

Aprender inglês na terceira idade é sinal de uma geração com mais autonomia

Idosos tem buscado escola de inglês em Curitiba para alcançar objetivos

Compartilhe

No último domingo (26), foi  comemorado o Dia dos Avós e há muito tempo, eles deixaram de ser o grupo etário que fica em casa. É cada vez mais comum encontrá-los ocupando lugares de destaque como profissionais já qualificados ou em graduações.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), aproximadamente 10 mil idosos prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), no ano passado, buscando uma colocação no Ensino Superior Brasileiro. No universo da graduação, são 18,9 mil universitários com idades entre 60 e 64 anos nas universidades brasileiras, de acordo com o último Censo de Educação Superior. Demonstrando que há muito tempo deixaram de ficar em casa.

A escola de inglês de Curitiba, Cultura Inglesa, possui um módulo específico para os adultos sêniores. O Masters é direcionado para ensinar inglês para pessoas com mais de 50 anos. Lucia Azevedo, aposentada, 69 anos começou a aprender inglês depois de ir visitar a filha em Londres e ficar com vontade de comer um bolo e não conseguir pronunciar o nome.

“ A minha filha precisava trabalhar e não podia ficar o dia todo comigo. Fui passear por Londres e vi uma confeitaria muito bonita, com produtos muito chamativos e fiquei com vontade de comer um bolo. Entrei, peguei o cardápio, mas não consegui pronunciar o nome do bolo e fiquei com vontade. A partir desse episódio decidi que iria voltar a praticar o inglês e aprender mais”, relatou.

Mas não é só o aprendizado da língua que motiva Lucia. De acordo com ela, as aulas são uma terapia maravilhosa, oportunidade de viver novas experiências e de trocar conhecimento.

Metodologia específica
Toda a metodologia do curso destinado a adultos sêniores é pensado de acordo com as suas particularidades. “Seguimos os livros, mas principalmente, conversamos (em inglês), sobre os desafios de aprender uma nova língua, sobre os traumas já vividos com essa experiência. Além disso, respeitamos a evolução de cada um e não são realizadas provas devido a pressão que ela exerce nos alunos”, explicou Joice.

Para se matricular na turma Master da Cultura Inglesa, é preciso cumprir alguns pré-requisitos como ter acima de 50 anos em nível iniciante; cumprir carga horária de 100 minutos (a soma de 2 aulas de 50′) – 1 vez por semana. Mais informações podem ser obtidas no site.

In this article

Join the Conversation