Aplicativo TikTok ajuda no desenvolvimento da fala em crianças e adolescentes - TOPVIEW

Aplicativo TikTok ajuda no desenvolvimento da fala em crianças e adolescentes

Com mais de 7 milhões de usuários no Brasil, aplicativo oferece dublagens engraçadas e coreografias famosas

Compartilhe

Com mais de 1 bilhão de usuários ao redor do mundo e sete milhões no Brasil, o TikTok é febre na internet entre crianças e adolescentes. Com dublagens engraçadas, coreografias famosas, desafios e músicas do momento para cantar, o aplicativo chinês também pode ser um grande aliado para o desenvolvimento da fala e do controle do corpo entre crianças e adolescentes.

De acordo com Simona Miléo Siqueira, fonoaudióloga da Clínica de Terapia Cognitiva AMI, o TikTok ajuda crianças que estão aprendendo a falar, pois o aplicativo faz com que a criança se coloque no mundo de diferentes formas, seja pela fala, escrita ou expressões faciais e corporais. Em adolescentes e crianças que já falam, o TikTok é um ótimo aliado para o desenvolvimento das expressões, por exemplo, deixar a timidez de lado ou desenvolver o controle corporal. “A criança aprende a falar na interação com os pais, com os amigos e com pessoas ao redor. A criança atua no mundo através da brincadeira. Esta tecnologia deve ser usada de forma consciente e com a intenção de diversão, pois isso vai gerar aprendizado”, afirma.

A fonoaudióloga também ressalta que o aplicativo é um recurso adicional para crianças com restrição de oralidade, como nos casos de autismo. “Algumas crianças não falam, são mais caladas. Este momento de dançar e interpretar pode ser uma forma de aprimorar a interação com os pais”. Para estimular a fala, Simona orienta aos pais a brincarem de dublagem com os filhos, de preferência com o personagem ou a música preferida da criança. “Depois de brincarem juntos mostre o vídeo da dublagem para que a criança veja e estimule a falar”.

Com vídeos curtos entre 15 e 60 segundos, o TikTok também oferece opções de filtros, efeitos, legendas, gifs e sons que podem ser incluídos nos conteúdos feitos pelos usuários, inclusive nas dublagens. “A intenção é deixar a imaginação solta. Criança tem que brincar e tem que ver o aplicativo como uma brincadeira. O objetivo é ter também um momento de interação entre pais e filhos”, destaca.

Pais devem ficar atentos à privacidade no aplicativo

Por ser um aplicativo acessível a qualquer usuário é importante a família estar atenta à privacidade na internet, sempre com diálogo aberto sobre quando é o momento de compartilhar vídeos, de preferência sempre no privado e direcionado para os amigos. “Como a maior parte do conteúdo é feito por crianças e jovens, é importante a família estar atenta em quais conteúdos podem ter acesso, quais são as músicas permitidas e quais tipos de vídeos elas podem postar na rede social”, comenta Simona Miléo Siqueira, da Terapia AMI.

Além da segurança à privacidade, os pais também devem estar atento a quantidade de horas que o aplicativo demanda da criança ou do adolescente. “Para os pequenos, não se pode esquecer de brincar de boneca, carrinho, esconde-esconde, entre outras brincadeiras, pois são momentos importantes. Faça o uso do aplicativo com esta intenção, de não deixar a criança apenas com o celular sem um objetivo e um propósito de ser divertido”, complementa a fonoaudióloga.

In this article

Join the Conversation