Vendas online cresceram nos 27 estados brasileiros durante o primeiro semestre - TOPVIEW

Vendas online cresceram nos 27 estados brasileiros durante o primeiro semestre

Estudo da Nuvemshop aponta que 17 unidades federativas tiveram aumento acima da média nacional de 137%; Acre lidera com 951%

Compartilhe

A pandemia impulsionou o e-commerce em todos os 27 estados do país. Acre (951%), Rio Grande do Norte (416%), Rondônia (409%), Sergipe (373%) e Alagoas (340%) foram os cinco estados que tiveram maior aumento de vendas durante o primeiro semestre de 2020, aponta o estudo “E-commerce na Pandemia”, realizado pela Nuvemshop, plataforma de e-commerce líder na América Latina. O período analisado compara o segundo trimestre de 2020 com o primeiro.

Além dos cinco já citados, Amapá (330%), Pernambuco (299%), Maranhão (263%), Espírito Santo (236%), Amazonas (215%), Minas Gerais (213%), Mato Grosso (163%), Tocantins (160%), Bahia (156%), Rio de Janeiro (154%), Paraíba (143%) e Ceará (138%) completam as 17 unidades federativas que cresceram acima da média nacional de 137%. São Paulo, onde já se concentra o maior número de lojas Nuvemshop, registrou crescimento de 97%.

De acordo com Luiz Piovesana, CMO da Nuvemshop, todos esses 17 estados juntos representam 62% do território brasileiro e 52% da população, portanto, “uma aceleração no crescimento dessa fatia do país é bastante relevante para a penetração do e-commerce no Brasil”.

No entanto, o especialista ressalta que o índice de crescimento também está diretamente relacionado ao nível de presença de lojistas virtuais em cada localidade. “O estágio de maturidade do e-commerce é bastante distinto em cada região, portanto é natural que em estados em que a participação do e-commerce no varejo era mais tímida, houvesse um crescimento proporcionalmente maior ao período pré-pandemia”, analisa.

O estudo aponta, ainda, os estados que mais ganharam novas lojas no período, são eles: Rio Grande do Norte (aumento de 400%), Roraima (250%), Alagoas (233%), Pernambuco (218%) e Ceará (119%).

A Nuvemshop fez uma apuração completa do setor considerando a base de dados da plataforma, que conta com mais de 50 mil lojas virtuais, e informações macroeconômicas do mercado brasileiro. O e-book com o estudo “E-commerce na Pandemia” completo está disponível para download.

In this article

Join the Conversation