Sérgio Moro Smart Energy: juiz fala pela 1ª vez após ser nomeado ministro

Ele vem aí! Sérgio Moro fala pela primeira vez após aceitar ser Ministro da Justiça

Curitiba receberá a Conferência Internacional de Energias Inteligentes – Smart Energy CIEI&EXPO 2018, com presença do juiz

0
Compartilhe

Na próxima semana, Curitiba receberá a Conferência Internacional de Energias InteligentesSmart Energy CIEI&EXPO 2018 – que conta com uma das maiores figuras do judiciário do país. O evento terá presença do Juiz Federal da 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba, Sérgio Moro, que deve falar pela primeira vez em um evento após aceitar o cargo de Ministro da Justiça oferecido pelo presidente eleito Jair Bolsonaro. Confira os detalhes da palestra Sérgio Moro Smart Energy.

Sérgio Moro Smart Energy acontece dia 5!

Com a temática “Construindo o Brasil que queremos”, o evento se une à Greenbuilding Brasil Conferência Internacional & Expo e ao Fórum de Eficiência Energética da ASHRAE Brasil Chapter para ampliar o debate e a interação entre os principais players dos diferentes setores envolvidos no mercado de energias renováveis. Serão três dias de evento com workshops, visitas técnicas e debates promovidos por grandes nomes.

Logo na abertura, que acontece no dia 5 de novembro, o Juiz Federal da 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba, Sérgio Moro, conduz o debate. Ele deve falar pela primeira vez em um evento como o próximo Ministro da Justiça, conforme anunciado na última semana. Na oportunidade, o magistrado falará sobre conduta pessoal e de que maneira as posturas adotadas pelos indivíduos podem transformar o meio em que convivem.

Leia também: “O pior tribunal é a internet”, dispara Rosângela Moro em entrevista EXCLUSIVA!

Ainda trazendo o tema de postura sustentável para o debate, no dia 07 outro nome que se destaca é o de Glauco Requião. Com passagem pela diretoria de Meio Ambiente da Sanepar e atualmente à frente da CS Bioenergia, o especialista trará projetos de inovação na geração de biogás.

Em tempo: o biogás é um dos combustíveis menos poluentes e mais versáteis em termos de finalidade de uso, podendo ser utilizado para energia elétrica, produção de gás, combustível automotivo e GLP, por isso serão abordados os temas que impactam e movem o setor para compor a matriz energética brasileira.

Durante os três dias ainda serão abordados assuntos como a viabilidade econômica de projetos de geração distribuída, tendências para as Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs), aprimoramento do desempenho em edifícios com certificação LEED, inovação em projetos de sustentabilidade, novas ferramentas para construções sustentáveis e aprimorar a eficiência energética.

Neste Artigo

Converse com a Gente