Renan Hamilko Barbosa: educação financeira e parceria real com o cliente

Renan Hamilko Barbosa: educação financeira e parceria real com o cliente

O sócio da boutique de investimentos Allez Invest trocou a medicina pelo mercado financeiro e, hoje, é reconhecido pela atenção máxima aos clientes

789 0
Compartilhe
Renan

Quando o curitibano Renan Hamilko Barbosa desistiu da faculdade de medicina, não imaginava que continuaria nessa área, ainda que indiretamente. Isso porque grande parte dos clientes da Allez Invest – boutique de investimentos que Renan montou junto a outros cinco sócios, há oito meses – são da área médica.

Esse foi o primeiro investimento de Renan: uma mudança na área de atuação. Ele vendeu o carro e se matriculou em um curso de business na Austrália. Quando voltou, dois anos depois, começou sua trajetória na área financeira, primeiro como assessor e depois como sócio de outros dois escritórios, Montenegro e Capital MNG. Mesmo assim, ele sempre esteve focado no seu grande sonho: começar sua própria agência de investimentos.

Depois de muito planejamento e trabalho, a ideia finalmente se concretizou, em setembro de 2018, sob o know how da maior corretora da América Latina, a XP Investimentos, da qual são associados, assim como os escritórios onde Renan esteve anteriormente. “Hoje, o foco é bater um bilhão de reais em investimentos até o ano que vem, com clientes satisfeitos e com a vida financeira tranquila”, conta Renan.

Basta dar uma olhada no histórico dos sócios para perceber a satisfação dos clientes. Desde que entraram no mercado, eles nunca perderam um cliente – pelo contrário, hoje, 99% dos novos negócios vêm por indicação. Para Renan, isso é possível graças à postura da Allez de não ser a maior empresa de investimentos, mas sim, a melhor. O que significa ter poucos clientes para conseguir dar atenção máxima à sua educação financeira.

Para Renan, houve, por muito tempo, uma monopolização do conhecimento acerca de gestão financeira pelos bancos. “Se a gente pensar em como funciona a mecânica dos bancos e de onde vem o dinheiro, não é do interesse deles que o brasileiro entenda como funciona o mercado”, explica. “Ter uma empresa como a Allez no mercado, que sai chacoalhando tudo e mostrando para o brasileiro que não é tão difícil, é essencial para quebrar esse padrão”, finaliza.

“Hoje, o foco é bater um bilhão de reais em investimentos até o ano que vem, com clientes satisfeitos e com a vida financeira tranquila.”

Uma preocupação de Renan é “fazer diferente dos bancos”, garantindo que o cliente está entendendo onde o dinheiro dele está, como aquele produto funciona e quanto ele pode ganhar ou perder em um determinado período de tempo. “Quanto mais eu consigo transmitir essa segurança, mais fácil vai ficando meu trabalho e mais certeza eu tenho que é uma parceria real que estamos construindo.”

Para ser um dos clientes da boutique, é preciso entrar com um ticket mais alto do que a média do mercado, mas, para Renan, essa é uma tarefa perfeitamente viável: basta seguir alguns passos, como gastar menos do que se ganha, se conscientizar de que é preciso diversificar a fonte de renda, quebrar o cartão de crédito, não fazer mais financiamentos e entender cada fase da vida.

“Tem a fase de estudar, tem a fase de trabalhar, tem a fase de pagar o ‘pedágio’ e depois vem a fase de começar a ganhar dinheiro. Então, é fazer bem feito uma por uma que qualquer um consegue chegar lá, não tem muito segredo”, aconselha.

Leia mais:

TOPVIEW Journal #96: Biba Bettega e Richard Romanini + as fotos do TOPVIEW Jazz Sessions

 

 

In this article


Join the Conversation