PODER PERSONALIDADES

Prêmio que celebra personalidades negras tem MD Chefe como primeiro brasileiro vencedor

Neste domingo (26), aconteceu em Los Angeles o BET Awards 2, premiação que celebra personalidades negras da música, cinema, esporte e outras áreas do entretenimento.

Comandada pela atriz Taraji P. Henson, indicada ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por “O Curioso Caso de Benjamin Button” (2008), a noite foi marcada pela presença de diversos artista do mundo todo.

A notícia boa foi que o trapper brasileiro, MD Chefe, acabou levando o prêmio de “Melhor Artista Revelação Internacional”. Chefe foi único brasileiro indicado à categoria da honraria que celebra a excelência negra no entretenimento e concorreu com nomes como Ayra Starr, Cleo Sol e Young Stunna. Além do carioca, Ludmilla, indicada na categoria “Melhor Artista Internacional”, também estava lá para representar o Brasil. A funkeira, no entanto, perdeu a disputa para Tems, da Nigéria.

(Foto: reprodução/Instagram)

MD Chefe

Com mais de 1 milhão de ouvintes no Spotify, MD Chefe iniciou sua trajetória nas batalhas do Rio de Janeiro. Conseguiu alcançar visibilidade com suas músicas. O artista ficou conhecido mundialmente principalmente pelas músicas Rei Lacoste e Tiffany.

Com apenas 22 anos, ele já soma cinco vitórias e oito indicações em premiações musicais nacionais e uma vitória internacional.


(Via: Glamurama)

Deixe um comentário