PODER

Human Batel já nasce com sistema completo de gestão para negócios na área de saúde

A GT Building investiu na contratação de uma assessoria de gestão especializada e software com otimização de prontuário digital

Segundo dados do Ministério da Saúde, o Brasil é considerado o 8º maior mercado de saúde do mundo. Em 2020 o Conselho Federal de Medicina (CFM) registrou 502.475 profissionais e prevê um aumento para os próximos anos. O estudo Demografia Médica no Brasil 2020, resultado de uma colaboração entre o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Universidade de São Paulo (USP), estima que, em 2024, 31.849 novos médicos entrem no mercado de trabalho.

Nesse cenário, em maio de 2024, a GT Building entrega o Human Batel, um centro de saúde e bem-estar multifuncional com 9 andares e 118 salas, que além de um espaço humanizado para os pacientes, seguindo os padrões da Resolução RDC 50, oferece ainda um sistema integrado para gestão de saúde, com uma consultoria especializada e acesso ao sistema Tasy Philips, considerado um dos mais completos do Brasil, que permite uma integração desde o cadastro ao prontuário de cada paciente.

“Como dentista por formação acredito que a integração e sinergia entre diversas áreas, melhora e muito a qualidade de atendimento ao paciente. Por isso a ideia por trás do Human Batel, é ter um espaço onde todo tipo de profissional da saúde – médicos, dentistas, terapeutas, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos – enfim, todos aqueles que dedicam suas vidas ao bem-estar das pessoas tenham um lugar à altura para trabalhar”, declara Geninho Thomé, fundador da GT Building.

Negócio do futuro

O segmento de saúde no Brasil movimenta aproximadamente R$ 20 bilhões anualmente, garantindo emprego para cerca de 12 milhões de pessoas, segundo dados do Ministério da Saúde, divulgados em 2019. Além disso, o país está em 9º lugar no ranking de países com mais gastos com saúde, um total de 8,5% do PIB (Produto Interno Bruto), o que corresponde a US$ 1.109 per capita.

De olho nestes dados o setor de saúde figura entre um dos mercados mais promissores da economia nacional, por isso as healthtechs, startups que trazem soluções de tecnologia para a área de saúde, apresentaram grande crescimento nos últimos anos. Dados da Associação Brasileira de Startups mostram que, das 13 mil empresas mapeadas, 396 são startups que atuam no setor de saúde e bem-estar, fazendo com que este seja o terceiro maior mercado de startups no Brasil.

“Na concepção do Human Batel a GT Building foi além da construção de um imóvel que segue as legislações sanitárias, mas também buscou diferenciais de gestão e tecnologia que sustentassem o negócio dos profissionais no empreendimento. Estamos investindo mais de R$ 200 mil reais na aquisição do sistema Tasy Philips, que será disponibilizado para os condôminos por uma mensalidade de cerca de R$ 300,00. Investimos também em uma consultoria de gestão, a MR3 Assessoria e Consultoria, especializada em saúde que vai oferecer serviços exclusivos, como uma recepção geral integrada e equipe de higiene especializada no segmento de saúde e segregação de resíduos sólidos, por exemplo. No lançamento do empreendimento, em julho de 2021, disponibilizamos unidades a partir de R$ 289.900,00, um investimento interessante tanto para profissionais de saúde quanto para investidores que podem usar o aluguel das salas como fonte de renda”, reforça João Thomé, diretor da GT Building.

Para estes investidores, o empreendimento também vai oferecer um sistema diferenciado para gestão de locação dos espaços. “Vamos oferecer a possibilidade de compartilhamento de espaços para um público mais específico, reduzindo a ociosidade e possibilitando o ajuste de locação por períodos com diminuição das taxas de aluguéis atraindo mais interessados para locações e maximizando rendimento para o investidor. Com uma plataforma especializada nesse nicho de mercado, a disponibilização das áreas locáveis poderá estar na palma da mão de quem loca e de quem investe, se assim desejar o proprietário de cada unidade. Como um Airbnb da área da saúde”, explica Márcia Rangel, diretora da consultoria MR3, cuja plataforma otimiza a exposição das unidades para quem quer locar, a uma taxa de administração mensal que será calculada em percentual sobre o valor mensal do aluguel.

O empreendimento também traz diferenciais de tecnologia com foco em segurança, fator primordial em um empreendimento com grande circulação de usuários. O fluxo de pessoas e suas interações com as áreas comuns foram estudadas e planejadas, trazendo a possibilidade de desenvolver ambientes seguros, através do uso de tecnologias inovadoras como: acessos automatizados, torneiras automáticas, climatização e renovação de ar, tapete sanitizante, aferição de temperatura no controle de acessos, entre outros.

Deixe um comentário