Denise Remor: força diante dos desafios para liderar empresas milionárias

Denise Remor: força diante dos desafios para liderar empresas milionárias

Uma das empresárias mais respeitadas da região Sul, ela é advogada e estudiosa de gestão e governança. Há cerca de 10 anos lidera times no segmento de motores

2057 0
Compartilhe

Nascida em Joaçaba (SC), formada em Passo Fundo (RS) e líder empresarial em Curitiba (PR). Essa é Denise Remor, uma das empresárias mais respeitadas da região Sul. Advogada e estudiosa de gestão e governança, há cerca de dez anos ela lidera times no segmento de motores.

A morte do marido, Oscar Branco, em 2009, levou Denise direto para o coração da Branco Motores, cuja maior parte das ações foi herdada por ela e seus filhos. “No dia seguinte ao enterro do meu marido, chamei os funcionários e comuniquei que as empresas continuariam com suas metas e seus propósitos. Continuar a crescer dependeria da participação de cada um de nós.” Um ano depois, ela adquiriu as ações restantes e deteve o controle total da empresa.

“Creio que a vida vai nos direcionando para as posições que assumiremos”, conta ela, que aprendeu a avaliar todas as variáveis envolvidas em cada decisão e seus possíveis desdobramentos. Denise conduziu com sucesso a implantação de um sistema de governança na empresa, o que fez surgir uma proposta milionária de compra da Branco pela Briggs Stratton.

“Quando me vi no meio da tempestade, quis transpô-la independentemente do meu gênero.”

“Depois de um ano de negociações, fechamos o negócio. Foi um período de muito aprendizado, amadurecimento e crescimento.” Paralelamente, Denise já liderava a Magnetron, outro negócio da família, focado em produtos elétricos para motocicletas. “Após a venda da Branco, consolidamos a Magnetron como uma marca forte, que, em 2018, alcançou a mesma Receita Operacional Líquida que as duas empresas atingiram juntas em 2008.”

Desenvolver-se profissionalmente em um meio predominantemente masculino impôs desafios que, para ela, vão além do gênero. “Quando me vi no meio da tempestade, quis transpô-la independentemente do meu gênero. Busquei toda a minha determinação e, nas situações em que percebi atitudes machistas, demonstrei conhecimento e força.”

Além de líder corporativa, Denise é autora de dois livros infantis, Bisa Biônica e O Parto da Bezerra. “Eles aconteceram por acaso. Escrever me diverte.” Para ela, as carreiras de “gestora pulso firme” e “escritora sensível” dialogam. “Para escrever, precisa-se de criatividade e, para ser gestora, também. Também é necessário ter sensibilidade para entender as situações dentro da empresa”, afirma.

*Matéria escrita por Bianca Smolarek e publicada originalmente na edição 221 da revista TOPVIEW.

In this article


Join the Conversation