Carta editorial, novembro de 2018 - TOPVIEW
Compartilhe

“A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa

Quando se vê já são seis horas

Quando se vê já é sexta-feira

Quando se vê já é Natal

Quando se vê já terminou o ano

Quando se vê perdemos o amor da nossa vida

Quando se vê passaram cinquenta anos

Agora é tarde demais para ser reprovado

Mas se me fosse dado um dia

Outra oportunidade

Eu nem olharia o relógio

Seguiria sempre em frente

E iria jogando pelo caminho

Uma casca dourada inútil das horas”

Tempo cantado por A Banda Mais Bonita da Cidade

São 18 meses a frente da TOPVIEW, e em alguns momentos utilizei desse espaço para me comunicar com você leitor(a)/anunciante/ usuária(o)/parceira(o) e mais uma vez aqui estou, escrevendo à você. Quero dizer que nós mudaremos ainda mais, melhor, nós evoluiremos ainda mais.

1) Nosso produto impresso, esta revista, está madura, estável e traduz o estilo de vida da ampla maioria dos leitores da classe A. Este era um dos nossos objetivos.

2) Evoluímos fortemente na nossa linha de projetos, o Prêmio de Gastronomia está consolidado e lançamos com sucesso o Anuário de Arquitetura, Design e Decoração. No próximo mês celebraremos os maiores nomes da nossa sociedade no Prêmio Personalidades TOPVIEW | Grupo RIC. Mais antes, no dia 23 de novembro lançaremos todos os projetos de 2019 em um evento para o mercado.

3) Mas o mais importante está por vir. O nosso compromisso em estar cada vez mais perto, a todo instante com você, vai ficar ainda mais forte. Nosso time está empenhado em realizar as maiores coberturas digitais. Nossa audiência digital está crescendo e vamos acelerar isso com a entrada de dezenas de colunistas no nosso portal. Ao todo teremos mais de 50 incríveis personalidades – produzindo conteúdo – entre colunistas do impresso, do digital e embaixadoras(es). Além disso, você já deve ter percebido que aumentamos o número de cobertura de eventos e apoios a diversos projetos, com isso, conseguimos aumentar a nossa percepção de marca.

4) 2018 não foi um ano fácil para o mercado, para a sociedade como um todo e principalmente para a imprensa. Entretanto, terminaremos muito melhor do que iniciamos, com a audiência crescendo a cada mês, colhendo os frutos junto ao mercado anunciante e com parcerias de sucesso. Estamos confiantes que esses 18 anos foram somente uma pequena parte de um longa trajetória que estamos construindo. A TOPVIEW será cada dia mais digital, mais presente, mais atuante, mais relevante e mais conectada com você.

6) Esta capa é a materialização de que a TOPVIEW é um forte personagem, presente e atuante nas discussões que envolvem a comunicação e o segmento de estilo de vida. O digital não nos assusta porque nós fazemos parte dele. Não somos somente uma revista, somos uma multiplataforma de relacionamento, relacionamento premium.

7) O caminho é longo, mas não deve ser contato pelo relógio, e sim pelas vivências, relacionamentos, trocas e parcerias. E também pela vitória

Sua cuca batuca, eterno zig-zag

Entre a escuridão e a claridade

Coração arrebenta, entretanto o canto aguenta
Brilha no tempo a voz vitoriosa

Sol de alto monte, estrela luminosa

Sobre a cidade maravilhosa
E eu gosto dela ser assim vitoriosa

A voz de uma pessoa assim vitoriosa
Que não pode fazer mal, não pode fazer mal nenhum

Nem a mim, nem a ninguém, nem a nada

E quando ela aparece cantando gloriosa
Quem ouve nunca mais dela se esquece

Barcos sobre os mares, voz que transparece

Uma vitoriosa forma de ser e viver
Que não pode fazer mal, não pode fazer mal nenhum

Nem a mim, nem a ninguém, nem a nada

E quando ela aparece cantando gloriosa
Quem ouve nunca mais dela se esquece

Barcos sobre os mares, voz que transparece

Uma vitoriosa forma de ser e viver
A voz de uma pessoa vitorioza cantada por Maria Bethânia

In this article

Join the Conversation