Uma intrusa chamada gordura localizada - TOPVIEW

Uma intrusa chamada gordura localizada

A mudança de hábitos e a orientação médica com procedimentos efetivos e seguros ajudam a prevenir e até mesmo eliminar a gordura localizada

252 0
Compartilhe

Acabaram as férias, as festas também. Já estamos no pós-carnaval, é agora que basta uma olhadinha em frente ao espelho para perceber que tem “algo” a mais no seu corpo, que aliás, não existia meses atrás. Pois bem, sejamos claros e diretos, este “algo” a mais tem nome e sobrenome: gordura localizada. O primeiro passo é saber que não há problema algum nisso e que tudo bem ter se permitido um pouco mais neste período que passou, mas se está incomodando, nada melhor do que entender como esta “inquilina corporal” foi parar ali, agora é só ter a consciência que é possível despejá-la de vez.

O médico Eliseu Portugal, que atua na área de comportamento alimentar, estética e fisiologia do envelhecimento conta que nosso organismo funciona de forma programada. “É como um potente computador. O excesso de gordura corporal e a ação hormonal podem levar ao depósito de tecido gorduroso em determinadas partes do corpo, como antebraço, a parte interior das coxas, culote, barriguinha e papada. Onde e como essa gordura irá se acumular dependerá de uma série de fatores. A genética e o estilo de vida que a pessoa tende a levar contam bastante.” Basta um período marcado por maus hábitos alimentares e a falta de exercícios físicos para ela aparecer e é por isso que a pergunta de um milhão é: Como acabar com a gordura localizada? Com a palavra Dr. Eliseu:

“A escolha do melhor procedimento para queimar gordura localizada vai depender de uma série de fatores, como a quantidade de tecido adiposo, as regiões onde os depósitos se localizam, as características da pele do paciente, o grau de flacidez. Embora, você possa ter se identificado com um procedimento específico, a única forma de saber com segurança qual deles é mais recomendado para você é fazer uma avaliação presencial”. Quando se fala em correr atrás do prejuízo, pós-excessos se exalta a importância de lidar com fatores que fazem bem para o corpo. Aliar atividade física, boa alimentação e hidratação influência neste combate à gordura localizada “A água hidrata as fibras e auxilia na eliminação de toxinas do organismo”, lembra Dr. Eliseu.

Tudo bem, tudo certo! Você é disciplinada, focada nos bons hábitos alimentares, não deixa de fazer exercícios e é adepta da garrafinha com água em qualquer lugar que vá. E depois de tudo isso, ainda percebe a presença indesejada gordurinha. É aí que entra a tecnologia! “Existem bons tratamentos e com resultados eficazes disponíveis, que são específicos para a queima de gordura localizada e contorno corporal mais harmônica. Destaque para: Ultraforme III; Ultracavitação; Carboxiterapia; Drenagem Linfática e massagens e Tratamento com exercícios na plataforma vibratória”, de acordo com o Dr. Eliseu todas estas possibilidades sempre precisam ser verificadas de acordo com a realidade corporal da pessoa, por isso a importância de procurar a clínica em busca do melhor tratamento. Nosso corpo é reflexo da forma que o tratamos, o aparecimento da gordura localizada pode ir além da escapadinha de fim de ano. Estresse, vida desregrada, sono inadequado também podem causar mudanças nas curvas. Se cuidar vai além da estética, tem a ver com felicidade

*TVBC originalmente publicado na edição 233 da revista TOPVIEW.

In this article

Join the Conversation