Tramas femininas: 7 artistas e seus maravilhosos trabalhos com trançados

Tramas femininas: 7 mulheres artistas e seus maravilhosos trabalhos com trançados

A beleza das tramas conquistou casas brasileiras e as passarelas do mundo

1064 0
Compartilhe

Tendência decorativa contemporânea, as “tramas artesanais” são uma vertente que a cada dia ganha mais espaço.

A beleza desse tipo de trabalho consiste na sua singularidade: cada peça é única, porque cada artista a produz respeitando/seguindo suas peculiaridades regionais, valorizando suas origens e influências locais.

Isso está transformando e empoderando o feminino e representa muito bem o panorama atual do nosso mercado fashion e de décor.

Banco Arakan, da nova coleção da Artefacto Beach & Country.

A volta dos trançados vegetais (em vime, palha, rattan, bambu…) também mostra uma busca da sociedade pela natureza e pela ancestralidade. Podemos ver isso, inclusive, nitidamente na seleção das cores tendências deste ano: as “terrosas”, que invadiram o décor trazendo aconchego, em um retorno ao handmade, ao mindfulness para aquecer nossos lares em contraposição à rápida evolução tecnológica que invadiu nossas vidas em tão curto tempo.

E as “tramas” aparecem das mais variadas formas, seja em móveis, mantas, almofadas, tapeçarias, objetos fashion e de design. A seguir, destacamos algumas mulheres artistas e seus maravilhosos trabalhos:

Nicole Tomazi – Imigrantes

A coleção Genius Loci nasce da vontade de traduzir em produtos as características de um território e mudar a tipologia dos objetos.

Ana Penso

Vaso híbrido e fruteira Pião de Ana Penso, linha Alforria.

A coleção resgata a mão de obra local, como dos artesãos de junco e vime.

Paola Muller

Desenvolve e comanda uma produção de mantas de tricô feitas por mulheres em máquinas de fios com tingimento artesanal.

Ivana Dobruski

Designer responsável por criar peças únicas e exclusivas a partir de técnicas como macramê, tear de pregos, de pente ou talagarca.

Artesãs de Careiro Castanho (AM)

Trabalho com assinatura do designer Sérgio Matos em parceria com artesãs de Careiro Castanho (AM).

Com as fibras do cipó de Uambé e curadoria de Sergio Matos criam produtos e cumplicidade, com a fusão do design e artesanato, vivenciando a força feminina do Amazonas.

Lafort

Laura Kubrusly veste Lafort em clique de Henrique Schmeil.

A marca curitibana há 50 anos criou sua própria identidade com referência no tricot desenvolvido a partir dos fios tecidos em máquinas com padronagens exclusivas e pontos diferenciados. Recentemente, lançou também sua linha Home, feita inteiramente com os mesmos produtos de tricot, sua principal característica.

Martha Medeiros

Vestido de Martha Medeiros.

E não poderíamos deixar de citar a brasileiríssima Martha Medeiros, que de uma forma mais artesanal, invadiu as passarelas levando consigo muita identidade com a renda renascença, resgatando com uma linguagem contemporânea o orgulho das nossas rendeiras nordestinas. Mais tarde, com essa mesma arte que encantou o público com tramas e design exclusivíssimos, migrou também para o décor, assinando uma coleção de papéis de parede em parceria com a JVN.

Papel de parede Patchwork Martha Medeiros.

O entrelaçar de força, garra, determinação e muita criatividade une o conceito de vida dessas mulheres e mostra que cada vez mais essa trama forma uma rede que nos ajuda a construir um mundo melhor, viabiliza oportunidades e valoriza a mão de obra e trabalhos artesanais, cheios de identidade e histórias, levando a vibração do handmade diretamente à moda e ao décor

In this article


Join the Conversation