Ser um facilitador - TOPVIEW

Ser um facilitador

O profissional que cuida do seu cabelo pode ajudá-lo(a) com as melhores técnicas para impulsionar seu autoconhecimento

Compartilhe

Procuro sempre enxergar o lado bom de cada situação. A lição que trago do momento em que vivemos é que, independentemente da profissão em que atuamos, temos que ser facilitadores na vida das pessoas. O cabeleireiro tem um papel essencial para a beleza e a autoestima e é por isso que temos de facilitar, trazendo informações que ajudem no dia a dia, ensinando cada um a lidar com seu próprio cabelo diante de diferentes possibilidades.

Além disso, é importante que as orientações sejam fáceis para que as pessoas não fiquem reféns de um profissional e tenham agilidade na hora de lidar com os fios. É uma possibilidade incrível para estarmos em sintonia com nós mesmos! Um profissional de confiança é muito importante para desenvolver esse autoconhecimento. Por isso, tenha um bom cabeleireiro!

Utilizo muito em meu salão a técnica do visagismo, que traz a base para identificar junto com o cliente qual é o melhor tom e corte para o rosto e o estilo. Esse processo deve ser feito em conjunto, por meio de um bate-papo descontraído e com muito carinho, pois olhar para si exige um olhar mais atento e delicado.

Devemos fazer uma leitura de nós mesmos com mais amor e ter confiança em um profissional amigo, tornando esse caminho de avaliação muito mais fácil e leve. Perguntam-me todos os dias o que vou fazer de revolucionário na área da beleza durante esse momento. E minha resposta é a mesma: ainda não sei. Mas garanto que vamos cuidar de todos os clientes que estão nos prestigiando com ainda mais carinho e respeito, sempre levando o melhor e o mais novo conceito de maneira a ser um facilitador na vida de nossos amigos e clientes.

“O cabeleireiro tem um papel essencial para a beleza e a autoestima e é por isso que temos de facilitar, trazendo informações que ajudem no dia a dia(…)”

*Coluna originalmente publicada na edição #237 da revista TOPVIEW.

In this article

Join the Conversation