Mulheres poderosas! Confira as preferidas de Ana Clara Garmendia - TOPVIEW

Mulheres poderosas! Confira as preferidas de Ana Clara Garmendia

Cinco mulheres que fizeram 2018 (e inspiram 2019)

1663 0
Compartilhe

A pauta é clara: 2018 foi o nosso ano, o ano das mulheres. Sempre deveria ser nosso também, mas, agora, isso foi mais intenso. Fomos sempre vistas aqui na coluna pelo lado da beleza, das roupas e do encantamento pelas coisas fúteis. Não encaro isso como algo negativo – ao contrário, percebo uma profunda necessidade de termos tempo para o mundano, porque ele alivia nossas cabeças de pesos maiores. É o tal do “assunto de perfumaria”, algo leve e que nos leva para longe de pensamentos que a realidade insiste em impor. Porém, a vida não é uma festa e, para nós, mulheres que pensamos e pesamos tudo o que fazemos, porque temos obrigações e desejos grandes de beleza, mas também de intelectualidade e de luta por mais respeito, acima e antes de tudo, a vida chega a ter um grande peso. Impossível tal peso ser calculado por quem não nasceu com a nossa sensibilidade, com o peito aberto e sensível ao que acontece no mundo, não apenas preocupada com seu reflexo no espelho.

Mas o assunto é, claro, personalidades do ano. Vou elencar as minhas, mulheres lindas que admiro pelo trabalho, pela beleza e pela garra. O ano, para mim, foi da Marielle Franco, que, mesmo não estando mais entre nós, deixou uma mensagem de união para as mulheres. Era linda, trabalhava pelo bem da comunidade e perdeu a vida ao defender a causa em que acreditava. Uma heroína.

Outro destaque importante, agora na moda (bien sûr), é a sempre elegante Giovanna Battaglia. Gravidíssima, a italiana ensina como ser divertida com looks caríssimos e fantásticos. Não resolve muito, mas inspira. Categoria “futilidade que não fere”. Também na moda, o destaque vai para Chiara Ferragni. Outra italiana, fez do seu perfil no Instagram um reality show e, ao casar com o músico Fedez, quebrou a internet com a transmissão do casamento, totalmente pago por patrocinadores. Vestiu Prada e três looks Dior nos dois dias de festa, realizados no interior da Itália. É uma das italianas mais importantes em meio a uma lista recheada de homens. Ponto para as meninas.

No quesito mente brilhante, destaque total para Elisabeth Moss, produtora e atriz do seriado O Conto de Aia, uma adaptação do romance de 1985 da escritora canadense Margaret Atwood. Se não viu, veja. Importante. Mais não falo aqui. Para fechar a minha lista, destaco a atriz carioca Alice Wegmann. Conheci-a em Paris quando ela tinha sido convidada especial do desfile da Louis Vuitton. Feminista declarada e dona de um texto excelente para defender seus princípios éticos e morais nas suas publicações via Instagram, a jovem de 23 anos é uma das vozes brasileiras na quarta onda do movimento em prol das mulheres.

Bisous. Até 2019.

Neste Artigo

Converse com a Gente