Marca aposta em moda inteligente para estimular o consumo consciente e reduzir o impacto no meio ambiente - TOPVIEW

Marca aposta em moda inteligente para estimular o consumo consciente e reduzir o impacto no meio ambiente

Marca lança novo posicionamento para estimular o consumidor a pensar sobre a vida útil das roupas e a relação entre consumo e uso das peças

Compartilhe

Referência internacional em sustentabilidade, reconhecida como uma das 20 marcas mais transparentes do mundo, segundo o Índice de Transparência da Moda (2019), a Malwee estreia, nesta terça-feira (29), a campanha “Moda Sem Ponto Final” para comunicar o novo posicionamento da marca para o mercado brasileiro.

Com o objetivo de reforçar a preocupação com o impacto ambiental causado pela indústria da moda – a segunda mais poluente do mundo- e de estimular o consumo consciente, a Malwee anuncia um novo jeito de pensar e desenvolver as suas coleções.

A novidade é que a marca passa a lançar, anualmente grandes coleções, intituladas “Verões”, “Invernos”, “Outonos” e “Primaveras” pensadas para promover o uso de peças que podem ser repetidas a cada ano e combinadas com novas tendências, provocando o pensamento de um guarda-roupas mais inteligente. A coleção Primaveras já está à venda no e-commerce da Malwee e nas lojas físicas. Em comum, todas as coleções trarão sempre um mix de peças com apelo atemporal, um reforço ainda maior na linha básicos essenciais, que são perfeitos para todas as estações. 

O intuito da marca é oferecer para o consumidor a possibilidade de reinventar o seu guarda-roupas de forma inteligente, usando peças repetidas vezes, ano após ano, prolongando a vida útil das roupas, como forma de combater a poluição ambiental e os impactos que a indústria da moda gera no meio ambiente. Segundo Patricia Calixto, Gerente Institucional da Malwee,além das coleções principais, a empresa deve continuar lançando as chamadas “coleções-cápsulas”, mas também em menor ritmo.

Uma roupa, muitas histórias

Dados da ONU Meio Ambiente apontam a indústria da moda como responsável por 20% da poluição industrial da água do planeta, por 10% da emissão global de CO² e pelo descarte do equivalente a um caminhão de roupas por segundo. A crescente preocupação quanto aos efeitos dos impactos ambientais negativos da moda no planeta é uma das responsáveis pelo aumento dos brechós e projetos de caráter socioeconômico de troca e revenda de itens usados.

Em defesa de iniciativas sustentáveis como essas, a Malwee iniciou uma parceria com a Repassastartup que funciona como brechó online, buscando roupas usadas na casa das pessoas e revendendo pela internet. Nessa parceria, a ‘sacola do bem’ Malwee + Repassa será distribuída durante os próximos dois meses para todos os consumidores que fizerem compras no e-commerce da marca como forma de estímulo para que possam revender produtos que estão parados nos seus guarda-roupas. 

As duas marcas têm valores muito alinhados no que diz respeito à preocupação com o ciclo das peças e o impacto direto que isso possui no meio ambiente. Projetos como esses, que praticam a logística reversa, estimulam o consumidor a trocar, doar e revender peças, ao invés de simplesmente descartá-la.

In this article

Join the Conversation