FASHION

Leveza e a elegância ditam a moda no retorno do trabalho presencial

Unir peças confortáveis ao tradicional do corporativo pode ser a saída ideal para quem está desde o início da pandemia em home office

A vacinação avança no país, o que traz índices cada vez menores de casos e mortes por COVID-19 até o mês de setembro de 2021. Por isso, em alguns casos o home office pode estar com os dias contados. Ou, ao menos, o trabalho híbrido (parte dele em casa e a outra parte no escritório) pode ganhar mais espaço. Com isso, profissionais precisam ficar atentos ao guarda-roupa. Afinal, após mais de 1 ano e 6 meses em casa, às vezes trabalhando até de pijama, qual a melhor saída para se readaptar?

Certamente, nem o pijama e nem o look 100% formal. O ideal é encontrar um meio termo na leveza do visual, conforme explica a consultora de imagem Camile Stefano. “Um estilo mais casual adquiriu espaço e ocupa o lugar das roupas mais sociais do escritório. Peças confortáveis estão em alta e aparecem como as favoritas no quesito moda“, explica.

Conforto é a palavra da moda

Seja pelo momento em que o mundo ainda enfrenta a pandemia ou pelo processo de readaptação ao trabalho presencial, a especialista aconselha que o melhor é optar por peças que permitam o bem-estar e não causem estranheza. “As empresas podem reavaliar seu dress code, ao mesmo tempo em que os funcionários ajustam seus guarda-roupas”, aconselha Camile.

Nos ambientes corporativos, algumas opções são os tecidos naturais, como linho, algodão e seda, mais indicados que as malhas. Ao mesmo tempo que trazem o conforto necessário, permitem a vestimenta adequada de um colaborador para a rotina de trabalho nesta nova realidade, conforme explica a consultora, que ministra palestras nas quais aborda imagem pessoal e corporativa.

Alfaiataria esportiva: uma opção

Misturar peças mais ligadas a um escritório, como uma camisa social, e outras mais casuais, como um tênis por exemplo, permite chegar ao estilo chamado de alfaiataria esportiva. A elegância e a leveza das combinações são o ponto forte dessa tendência para quem busca uma alternativa na retomada do trabalho presencial. Para a consultora, essa opção traz um arranjo sofisticado e elegante, sem perder o conforto.

“Tecidos mais nobres combinados com peças mais casuais trazem uma imagem profissional mais leve e transmitem o desprendimento que adquirimos nestes tempos”, avalia. Para os pés, pode-se trocar o salto por mocassim ou sapatilhas, por exemplo. Além disso, algumas empresas já estavam abertas ao uso do tênis antes da pandemia. Nesse caso, conforme explica Camile, cabe um alerta: os modelos devem ser mais simples e sem muitas cores. “O couro é um material nobre e pode ser um ponto forte neste look”, avalia.

Quem usa

Para se inspirar e pensar em seu look na volta do trabalho presencial, uma dica é a digital influencer Anna Carolina Bassi, co-fundadora da loja Carol Bassi.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Anna Carolina Bassi (@annacarolinabassi)

Outra influenciadora que aposta na tendência é Fabiana Justus.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Fabiana Justus (@fabianajustus)

Além dela, vale conferir as combinações de Thássia Naves.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Thássia Naves (@thassianaves)

Deixe um comentário