FASHION

Fio egípcio: saiba mais sobre esse item de requinte e sofisticação

Mais resistente e macio, o material é conhecido desde o Antigo Egito

O fio egípcio é considerado um sinônimo de luxo e muita qualidade, encontrado principalmente nos itens de cama, mesa e banho. Apesar de sua fama ser recente, o material já é conhecido há bastante tempo, desde o século XIX, e começou a ser produzido no Antigo Egito.

Na verdade, é um tipo de algodão de fibra longa, mais resistente e mais macio, mesmo com o fio mais fino. Quando usado na confecção de tecidos, os deixa mais naturais, com poucas imperfeições.

Se você se interessou pelo fio egípcio como um dos tipos de jogo de cama para a sua casa, entenda mais sobre este tecido requintado.

ASSISTA: Ana Claudia Michelin faz tour pela Trousseau

O que diferencia o algodão egípcio dos demais?

Como o Egito possui um clima diferente, com solo úmido irrigado pelo Rio Nilo e não tanto pelas chuvas, o algodão acaba encontrando um ambiente mais propício para se desenvolver. Este solo conta com mais nutrientes que fortalecem a planta e ajudam no seu crescimento.

Outro diferencial está na colheita. Esta é feita à mão e não com o auxílio de máquinas, por isso o algodão preserva suas características naturais, principalmente em relação à maciez.

Quais são suas principais características?

As principais características do fio egípcio incluem fibras longas, que medem em média 4,8 cm mas podem chegar a até 5 cm. Tudo depende da colheita. São bem maiores se comparadas aos fios de algodão brasileiro, com fibras de cerca de 1,2 cm. Além disso, as peças feitas com o material podem ter de 600 a 2 mil fios. Quanto mais fios, mais elegantes são.

Por que tem fibras longas e finas?

Fibras longas e finas significam mais qualidade e menos imperfeições no processo de fabricação do fio. Por isso, tecidos feitos com fio egípcio têm mais resistência em comparação com o algodão brasileiro, por exemplo. O fio egípcio possui estas fibras por causa de seu cultivo e colheita.

Ao observar o tecido de perto, se for de algodão egípcio, notará que ele brilha e é muito mais macio em comparação com outros tipos de algodão de fibras mais curtas. Então, não importa quanto tempo passe, o material continua bonito e nunca perde sua sofisticação.

Onde o fio egípcio é mais utilizado?

Os termos “lençóis com fios egípcios” ou “lençóis com 2 mil fios” devem te lembrar de um produto raro e nobre. Pois é exatamente nestes casos que o fio é utilizado. A matéria-prima é mais cara e não está disponível tão facilmente, então, o preço final dos produtos também será mais elevado.

Além das roupas de cama, em que a maciez e a resistência são muito valorizadas, o fio egípcio também pode aparecer em camisas. Hoje, o Egito produz cerca de 40% do algodão de fibras longas. Porém, na produção mundial de algodão, esse valor representa 3%, o que torna o material raro e valorizado.

Como saber se o produto é verdadeiro?

Comprar um jogo de cama de algodão egípcio é garantia de ter em casa um material de qualidade, porém também significa gastar mais. O preço por si já é um guia para saber se o tecido é feito apenas com fio egípcio ou se recebe outros tipos de algodão em sua composição.

Como você viu no tópico anterior, o material é raro, por isso mais tem preços mais altos. A recomendação é fazer a compra com marcas conhecidas, que comprovadamente usam este fio e pedem o certificado de procedência.

Não existe uma exigência de apresentação de certificados, comprovando que o fio egípcio é verdadeiro. Assim, há o risco de lidar com produtos que não foram feitos com este material. Se o tecido encolher, perder o brilho ou começar a ter bolinhas, não foi confeccionado com o algodão egípcio.

Deixe um comentário