FASHION

Conheça a fashiontech sustentável brasileira usada na NYFW

Marca de lifestyle Linus esteve presente no desfile da coleção do designer novaiorquino Carlton Jones que explorou a sustentabilidade

A fashiontech Linus, marca brasileira de lifestyle sustentável, marcou presença na passarela da New York Fashion Week, uma das principais semanas de moda do mundo, no desfile da coleção do nova-iorquino Carlton Jones. Usadas em combinação com uma coleção que explorou a sustentabilidade, com peças compostas de fibras de bambu e tencel, tecido feito a partir de resíduos de madeira e celulose, as sandálias Linus reforçaram o estilo luxo casual do designer. A proposta da Linus é valorizar o estilo sem deixar de lado o conforto e a sustentabilidade.

Desenvolvedora da primeira sandália de plástico vegana nacional, a Linus foi criada em 2018 por Isabela Chusid, com a preocupação de unir moda e conforto sem agredir o meio ambiente. Na pandemia, quando as pessoas começaram a pesquisar online por calçados confortáveis e bonitos para serem usados em casa, as vendas no site da Linus dispararam. A marca nativa digital cresceu 700% entre janeiro de 2021 e janeiro de 2020.
 
Modelo desfila com Linus Mostarda (Foto: divulgação)

Todos os produtos são feitos de material composto por 70% de fontes renováveis e material 100% reciclável. Além disso, a empresa compensa 200% do plástico que produz e neutraliza a emissão de carbono gerada a cada ano – o objetivo é se tornar carbono negativa até 2026.

“Participar da NYFW no desfile de uma marca que representa valores que a Linus preza é uma satisfação imensa, só reforça que dá para fazer moda sustentável e estilosa”, afirma Isabela Chusid, CEO e fundadora da Linus. A marca possui os selos Eu Reciclo, Carbon Free, além de ser certificada pela organização internacional de direitos dos animais PETA .
Modelo desfila com Linus Musgo (Foto: divulgação)
Em comemoração ao Mês da Amazônia, setembro, a Linus lançou a coleção Linus Amazônia, que integra a linha permanente da marca e tem 100% dos lucros revertidos para sempre a Operação Amazônia Nativa (OPAN), primeira organização indigenista fundada no Brasil, que atua no fortalecimento do protagonismo indígena.

Deixe um comentário