FASHION

Confira tudo o que rolou no penúltimo dia de desfiles da Casa de Criadores

História, futuros apocalípticos e desconstrução das concepções de moda marcaram o penúltimo dia de desfiles da Casa de Criadores
Famosa pelo seu potencial criativo e político, a Casa de Criadores chega a mais um dia de coleções impactantes. O quarto dia de de desfiles da 48ª edição contou com talentos em todos os seus momentos, além da performance musical da multiartista Manauara Clandestina, a passarela virtual da plataforma do CdC foi ocupada por NotEqual, Jalaconda, Estamparia Social, Gefferson Vila Nova, Ateliê Criativa Vou Assim, PIM (Periferia Inventando Moda), Oroomin e Jal Vieira .

NotEqual

NotEqual (Foto: divulgação)
O fashion filmPerspectiva Explodida“, do mineiro Fábio Costa, convida o público a acompanhar o processo de fabricação das peças, através de um jogo imagético. Usando apenas uma modelo, com elementos visuais que se complementam, Fábio propõe uma junção do contexto estético da sua coleção a partir de fragmentos distribuídos no espaço, antecedendo o desfile.

Jalaconda

Jalaconda (Foto: divulgação)
Estreando na Casa de Criadores, a grife experimental da multiartista Marina Avello, em conjunto com o diretor criativo Allan Weber e Alax Ixba, apresenta um futuro utópico, onde vivemos em um cenário apocalíptico. Com sobreposições de peças, estampas e acessórios, a coleção “4 PATAS 5 BOCAS”, subverte a ideia de seguir em linhas retas, incentivando a desconstrução através da auto-descoberta.

Estamparia Social

Estamparia Social (Foto: divulgação)
Não estamos no mesmo barco” estreou na passarela virtual do CdC questionando o papel das marcas no cenário sociocultural e econômico que estamos vivendo. Optando por não apresentar uma coleção, a Estamparia Social buscou trazer ao público um produto com impacto social, através das peças de moletom distribuídas a pessoas em situações de rua. Completando a ação, o projeto também distribuiu cobertores e cestas básicas, com a extensão da campanha até o final do período de frio e, após isso, a marca pretende pautar novos debates.

Gefferson Vila Nova

Gefferson Vila Nova (Foto: divulgação)
Tendo como ponto de partida guarda-roupas inclusivos, com propostas de roupas sem gênero, o designer baiano Gefferson Vila Nova associa moda esportiva à alfaiataria contemporânea. A inspiração para a coleção “Das” surgiu durante um estudo de modelagem para um macacão que atendesse as necessidades técnicas e biológicas daqueles profissionais da saúde de todos os gêneros que atuam na linha de frente de combate ao coronavírus.A edição limitada nasceu totalmente mergulhada nos processos reciclagem (recycling) e reutilização (upcycling), através da utilização de tecidos de fibras naturais e tecnológicos.

Ateliê Criativa Vou Assim

Ateliê Criativa Vou Assim (Foto: divulgação)
Através do “Vou Assim Fashion Show“, o Ateliê Criativa Vou Assim mostrou o trabalho e processo de criação de 11 estilistas,resultantes dos processo de mentoria, coordenação pedagógica e artística do ateliê. Estreando na Casa de Criadores, a coletiva dedicada à empregabilidade, capacitação profissional e artística, representatividade e demais demandas socioculturais LGBTTTQIA+ por meio de trabalhos de arte e moda busca dar visibilidade e construir novas possibilidades de articulação com artistas, costureiras e artesãs do sertão baiano, região com alto índice de vulnerabilidade social no Brasil.

PIM (Periferia Inventando Moda)

PIM (Foto: Mateus Couto)
O projeto Periferia Inventando Moda – PIM apresentou ao público o resultado do seu trabalhos de democratização da moda através das 5 marcas convidadas para desfilar em seu line-up: X Brand (Alex Santos), Riddim (Mônica Barboza), Couto Store (Mateus Couto), Volat (Leticia Cortez) e Dellum (Brunno Dellum). O projeto vem mudando a vida de diversos jovens da periferia, que graças ao PIM encontraram seu caminho profissional no mercado da moda, além de inserir esses talentos em eventos de reconhecimento nacional.

Oroomin

Oroomin (Foto: divulgação)
Estreando na Casa de Criadores, a Oroomin, da estilista Denise Salles, apresentou os fragmentos da coleção “ECDISE“, inspirada no processo natural de alguns animais de rompimento, liberação e descarte do exoesqueleto antigo, dando lugar a um novo. O primeiro drop da coleção será apresentado na minissérie MARGEM, baseada em fatos reais e que explica o surgimento da marca e de como o nome foi dado pelo Exu Boca Rica, na cidade de Salvador.

Jal Vieira

Jal Vieira (Foto: divulgação)
Por parte da relutância em criar algo novo, a coleção manifesto “Eu sou porque nós somos“, reforça as singularidades e a potência da soma do coletivo. Os trabalhos navalhados das peças apresentadas referenciam a existência das feridas históricas em nossas vidas e nas vidas de nossos ancestrais. Fortalecendo a narrativa proposta, antes de criar as peças, a estilista Jal Vieira escolheu os modelos que iriam vestir, criando suas obras a partir dessas corpas e histórias.

Para acompanhar a 48º edição da Casa de Criadores, basta clicar aqui.
 

Confira abaixo o line-up do último dia de desfiles:

30 de julho, a partir das 20h
 
  • Rober Dognani
  • Santista Jeanswear
  • Vivão Project
  • Rafael Caetano
  • Leandro Castro
  • REIF
  • Teodora Oshima
  • Dendezeiro

Serviço: 
Casa dos Criadores
Instagram: @casadecriadores
Facebook: @casadecriadores 

Deixe um comentário