ESTILO VIAGEM

Miami vai usar cães para detectar se turistas estão com Covid -19 no aeroporto

Com a flexibilização das viagens internacionais, torne sua experiência mais tranquila contratando um seguro viagem
O cenário epidêmico ainda não acabou, mas o aumento do número de pessoas vacinadas e a fase da rotina está ocorrendo e com novas adaptações. A flexibilização em atividades de trabalho, estudo e lazer estão retornando ao normal e com isso as viagens estão mais acessíveis de serem realizadas.

 
Com a flexibilização das viagens internacionais, novas regras para entrar em países e cidades foram criadas. Como acontece no Aeroporto Internacional de Miami, a novidade é que cães farejadores farão o trabalho de detectar a Covid-19 nos passageiros. Segundo a administração do aeroporto, os dois “fiscais” serão um pastor belga chamado Cobra e um pastor holandês batizado como One Betta. Se um cão sinalizar a presença do vírus em um viajante, ele será direcionado para realizar um teste rápido de covid-19.

Mesmo com a novidade de poder sair do país, as restrições burocráticas permanecem. Embora nos Estados Unidos possam entrar apenas estudantes acadêmicos e jornalistas brasileiros com vistos, já existem indícios de que a partir de novembro deste ano as visitas sejam mais flexíveis ao público. De acordo com o comunicado da Casa Branca, os brasileiros que podem entrar no país precisam apresentar o comprovante de vacinação e o teste negativo de Covid-19 feito até três dias antes do embarque.

A iniciativa de impor cães como fiscais partiu do Aeroporto de Miami em parceria com a American Airlines. Este é o primeiro aeroporto dos Estados Unidos a realizar a medida com animais. Segundo a administração, os cães foram treinados para detectar compostos orgânicos voláteis que são eliminados pela respiração e suor dos seres humanos, onde somente os animais são capazes de identificar pelo faro.

Considerado como “melhor amigo do homem”, um cachorro tem capacidade olfativa de 44 vezes superior à do humano, segundo um estudo da Faculdade de Veterinária da UFRGS. Os cães fiscais do Aeroporto de Miami receberam um treinamento do Centro Global de Ciência Forense e Justiça da Flórida International University, os animais apresentaram taxas de precisão entre 96% e 99% diante das centenas de sessões de experimentação.

Com relação a segurança dos viajantes, outro ponto que reforça a qualidade de uma viagem tranquila e com mais qualidade, é poder contar com um seguro viagem. Para Eduardo Heidemann, CEO da TravelMate , contratar um seguro garante muitos benefícios. “As vantagens são inúmeras de acordo com o plano escolhido e torna a viagem muito mais tranquila, pois o passageiro pode ficar despreocupado em relação à segurança, à convênio de saúde e aos bens materiais (malas)”, explica Eduardo.

Alguns itens são cobertos pelo seguro viagem, como por exemplo, orientações em caso de perda de documentos, cancelamento ou atraso de viagens, assistência médica, passagem de ida e volta, e hospedagem, entre outros. Agora, com alguns países disponibilizando a entrada de visitantes, entre eles: Estados Unidos e Irlanda, ainda são exigidos alguns trâmites, como vacinação completa, teste negativo e em alguns é necessário fazer a quarentena por alguns dias após ter tomado a vacina. É importante confirmar as informações atuais no site governamental do país que pretende viajar.

Com isso, fazer um seguro viagem, especialmente em época de pandemia, é imprescindível. E se o próximo destino a conhecer for Miami, poderá conhecer os cães fiscais, melhores amigos dos homens que estão atuando em prol da segurança e bem-estar dos passageiros e do local.

Deixe um comentário