Retrospectiva TOPVIEW 2018: o melhor da gastronomia - TOPVIEW

Retrospectiva TOPVIEW 2018: o melhor da gastronomia

Lugares que bombaram em Curitiba ou aquela comida que virou tendência mundial. Confira os nossos destaques de gastronomia

984 0
Compartilhe

Sim, nós sabemos que listamos VÁRIOS destaques da área do Prêmio TOPVIEW Gastronomia, mas resolvemos ir além. Te contamos o que fez o nosso estômago sentir fome, os drinques mais incríveis da cidade e as comidinhas que viraram tendência mundial!

Retrospectiva TOPVIEW 2018: o melhor da gastronomia

Invadimos o +55

Neste ano juntamos duas coisas incríveis: pratos deliciosos e boas ações. Em outubro, Marcus Yabe e Marcele Poiani se uniram para idealizar um cardápio especial para a Gastronight do +55. Além de delícias como dadinho de tapioca e risoto de queijo, o evento contou com uma nobre ação. A renda da noite foi revertida para o projeto Médicos de Rua. <3

O abacate de 2018

Kefir is the new avocado! Sim! Ele foi o alimento fitness do ano e se tornou o queridinho das dietas. Mesmo com uns amando e outros odiando, a bebida fermentada fez sucesso, sendo ingerida pura (como um iogurte) ou em um bowl cheio de acompanhamentos igualmente saudáveis e funcionais (ótima opção para quem não curtiu o gosto). Como o kefir é um alimento vivo, suas bactérias “do bem” se reproduzem garantindo a bebida por mais tempo. É quase um bichinho de estimação.

Fermentação natural

O movimento slow food defende o preparo cuidadoso e artesanal dos alimentos. Seguindo essa tendência, o que mais vimos neste ano foram pães de fermentação natural! Com uma produção que chega até a levar alguns dias, o pão é super saboroso. Enquanto muitos já estão produzindo sua própria versão em casa, outros podem encontrar em lugares como Fábrika, Sphair Gourmande, Maçã Padaria Artesanal e Marbô Bakery.

Comida de verdade

O movimento que defende a comida de verdade, nada mais é do que ingerir alimentos em sua forma mais natural possível. Um dos lugares que defende a filosofia é a True Kitchen que prioriza a alimentação saudável, funcional e, principalmente, natural. O movimento prega que não é preciso de muitos preparos ou temperos para que a refeição seja saborosa. Muito pelo contrário. Além de conseguir absorver mais os nutrientes dos alimentos, quando a comida é mais natural, os sabores são melhores. E aí, vai entrar nessa?

Jejum intermitente

E a dieta do ano, sem dúvida alguma, é o jejum intermitente. O método de emagrecimento busca alternar períodos em jejum com períodos de alimentação. O tempo sem alimentos podem variar entre 10 e 24 horas (bebidas sem calorias são permitidas!) e podem ser realizados diariamente ou apenas alguns dias da semana – vale lembrar que o indicado é começar aos poucos para que o corpo se acostume e sempre com um acompanhamento para que os resultados sejam positivos. O método queridinho dos influenciadores promete maior disposição, clareza mental e controle da glicemia e insulina.

Curitiba arrasou nos drinques!

Cervejas, vinhos e os mais diversos destilados: o ano foi dos drinques – pelo menos em Curitiba. Em 2018, os bartenders começaram a produzir drinques cada vez mais incríveis, vários wine bars abriram as portas e destilados japoneses, como o Shochu e o já queridinho saquê, caíram de vez no gosto do público. Isso sem falar dos eventos de cerveja, que dominaram os finais de semanas curitibanos (até perdemos as contas de quantos rolaram).

A nossa gastronomia para o mundo

É fato que Curitiba tem grandes nomes da gastronomia e o Brasil todo sabe disso. A novidade é que agora o mundo também sabe do potencial curitibano! Neste ano tivemos dois nomes premiadíssimos! Manu Buffara levou o prêmio colombiano Miele One To Watch para o seu restaurante, Manu, que é o único do sul no país na lista Latin America’s 50 Best Restaurants. O outro nome de destaque é o Madalosso, que concorre ao World Restaurant Awards na categoria que lista restaurantes clássicos.

Eu ouvi churrasco?

Os eventos de bebida bombaram, mas os de carne não ficaram para trás! O churrasco dominou os espaços de Curitiba e as versões caseiras também ganharam melhorias. O motivo? Diversos espaços de carne abriram na cidade e aumentaram – e muito – a variedade e o nível das opções. Quem também contribuiu com este cenário é Tatiana Lagrota, que está revolucionando o churrasco em Curitiba

Neste Artigo

Converse com a Gente