ESTILO

O que não pode faltar na decoração do quarto infantil?

Veja as dicas da SCA Jardim Europa para caprichar na ambientação dos dormitórios de meninos e meninas

Em um período em que o isolamento social ainda se faz necessário, o quarto infantil se tornou um grande refúgio e um espaço em que as crianças passaram a habitar na maior parte do tempo, nos últimos meses. Por isso, é fundamental pensar em todos os elementos que garantam não somente conforto, como também bem-estar dos pequenos.

Quem traz as informações preciosas é a SCA Jardim Europa, que tem o mobiliário certo para todos os lugares da casa, inclusive para transformar o quarto infantil em um ambiente acolhedor, palco de brincadeiras e estudo.

Brinquedos, cores e símbolos, tudo é válido para tornar o ambiente personalizado, com o jeitinho da criança. Perguntar suas referências, saber como é o seu dia a dia são instrumentos essenciais no direcionamento do projeto.

O estilo navy, com tons de azul, marcou o projeto da designer de interiores Daiane Antinolfi (Foto: Henry Lopes)

A bancada de estudos se tornou mais que fundamental. Para o estudo e as tarefas escolares, principalmente agora, com o ensino à distância, é primordial pensar na ergonomia. A mesa deve ter, no mínimo, 80 cm de largura e 50 cm de profundidade, medida ideal para apoiar todos os objetos, além de oferecer área suficiente para abrir e movimentar computador, livros e cadernos. Já a altura da bancada, por exemplo, deve ser adequada ao tamanho da criança, para que a coluna fique ereta durante o uso. Para os pequenos de até 7 anos, recomenda-se até 65 cm de altura. Crianças maiores, incluindo adolescentes e adultos, vale adotar entre 73 e 83 cm. Se a ideia é definir um padrão, convém investir em mesas de 76 cm de altura, que acaba sendo ideal para que a criança e adolescente use por muito tempo. Vale também fazer uma mesa inferior com 65 cm de altura como apoio para crianças menores.

Um ambiente clean, sereno e bem projetado contribui assertivamente para a produtividade e os bons resultados dos pequenos. A organização em um local mais reservado do quarto e, principalmente, longe dos brinquedos, pode ajudar no foco de produtividade e diminuir as distrações.

No projeto de Daiane Antinolfi, uma prateleira contorna o quarto e deixa os livros ao alcance das crianças (Foto: Henry Lopes)

Já ouviu dizer que criança precisa de espaço? É isso mesmo. Por isso, apostar em um ambiente de bastante circulação é uma dica de ouro. Pensar num lugar para que elas possam espalhar os brinquedos no chão e ficar à vontade é bem importante.

Estimular a leitura desde cedo também deve estar entre as prioridades, portanto um espaço bacana para guardar os livros nunca pode faltar. Pode ser uma estante ou prateleiras que estejam ao alcance da criança, deixando o conteúdo de fácil acesso e dando autonomia.

Um espaço separado para roupa de cama também é importante. Um baú ou gaveta em um armário, closet ou guarda-roupa separados para essas roupas auxiliam na organização do dia a dia.

Deixe um comentário