Conheça as igrejas mais surpreendentes do mundo - TOPVIEW

Conheça as igrejas mais surpreendentes do mundo

A arquitetura de grandes igrejas revela a forte relação da humanidade com a fé, da clássica Notre-Dame a uma moderna edificação na Finlândia

375 0
Compartilhe

Igrejas e templos religiosos são um convite à meditação e ao recolhimento. Eles conseguem, até por si só, liberar a fronteira entre corpo, mente e espírito.

Na idealização de lugares religiosos, a presença do sagrado torna-se crucial no projeto. Grandiosidade, materialidade monolítica e uma planta que leva em conta a circulação do indivíduo. Esses são, portanto, elementos fundamentais para o seu surgimento.

Contudo, as edificações religiosas encontraram uma maneira de se adaptar à evolução da arquitetura. Diferentes estilos se desenvolveram e se disseminaram conforme o cristianismo e a construção de igrejas e catedrais se espalhou pelo mundo cristão.

As catedrais ou grandes igrejas geralmente revelam sobretudo o auge do trabalho dos melhores artistas de sua época e estão entre as mais importantes obras da arquitetura mundial.

Basílica de São Marcos, Veneza

Em Veneza, está a Basílica de São Marcos, uma das mais famosas de estilo bizantino. Sua planta central foi construída no séc. 11 em formato de cruz grega com uma grande cúpula rodeada por quatro menores.

Sua decoração, interna e externamente, é típica do período bizantino, com muitos mosaicos e mármores multicoloridos.

Basílica de São Marcos, Veneza

O estilo românico, caracterizado por arcos e torres rústicos, de grande altura, evoluiu então para um estilo mais leve. Apresentando características do estilo gótico como janelas maiores, sobretudo com arcos em formas ogivais.

Catedral de Notre-Dame, Paris

Uma das mais antigas catedrais francesas nesse estilo, a Notre-Dame começou a ser construída em 1163, na Île de la Cité. Um dos símbolos de Paris, ela acompanha a ascensão da cidade e da França como uma potência mundial desde a Idade Média.

Catedral de Notre-Dame

Neste ano, porém, a tragédia do incêndio danificou parte da estrutura central da catedral e, então, será feita uma grande reforma para sua reconstrução.

Basílica de São Pedro, Vaticano

A Basílica de São Pedro, no Vaticano, foi considerada o maior projeto arquitetônico da sua época (séc. 15) e continua a ser um dos monumentos mais visitados e celebrados do mundo.

Basília de São Pedro, Barcelona

Os estilos renascentista e barroco são predominantes nessa idealização conjunta dos arquitetos Bramante, Rafael, Sangallo e Maderno, além da famosa cúpula de Michelangelo.

Sagrada Família, Barcelona

A obra da Sagrada Família, em Barcelona, começou em estilo neogótico, mas foi completamente reformulada. A partir de 1882 Antoni Gaudí assumiu o projeto com seu estilo particular naturalista, orgânico, adaptado à natureza.

A conclusão está prevista para 2026. Já a arquitetura contemporânea combina o modernismo e o minimalismo em estruturas de espiritualidade e contemplação.

Igreja Temppeliaukio, Helsinque

Photo credit: Jorge Lascar on VisualHunt.com / CC BY
Photo credit: Jorge Lascar on VisualHunt.com / CC BY

Estive pessoalmente em uma igreja moderna, a Igreja Temppeliaukio. Idealizada pelos irmãos Timo e Tuomo Suomalainen, em Helsinque (Finlândia) ela me marcou muito por repensar o espaço de culto com leveza e simbolismo.

A igreja é circular e foi construída sobre uma rocha de granito. O interior da rocha foi extraído para dar forma às paredes. A maior parte é subterrânea e sua cúpula de cobre é praticamente a única parte da estrutura visível a partir do exterior.

Independentemente de religião ou crença, as igrejas, as mesquitas e os templos são, em sua maioria, uma descoberta espiritual e cultural, por meio do conhecimento da história da arquitetura e também da arte.

*Matéria originalmente publicada na edição 224 da revista TOPVIEW.

Leia mais:
Viagens arquitetônicas: os destinos preferidos de Eliza Schuchovski pelo mundo

Neste Artigo


Converse com a Gente