Prêmio TOPVIEW Gastronomia 2018: Melhor Bar/Boteco em Curitiba

PTG2018: Melhor Bar/Boteco em Curitiba

Conheça os três finalistas e o vencedor na categoria Melhor Bar/Boteco em Curitiba

Compartilhe

1º Lugar: Barbaran 

42,97% dos votos

A entrada camuflada na rua Augusto Stellfeld deu ao Barbaran a fama de bar secreto. Desde 1959, o espaço é ponto de encontro dos frequentadores da Sociedade Ucraniana do Brasil e, em 2008, passou para o comando do atual dono, Igor Baran. Hoje, é grande o público que frequenta o espaço e aproveita o cardápio de influência ucraniana. O salão comporta 112 lugares, mas não são poucos os que ficam em pé nas áreas interna e externa. O bar serve o melhor da comida de boteco, com destaque para o pão com bolinho (opções que variam de R$ 7,50 a R$ 13) e a carne de onça (R$ 15). Mas vale experimentar a porção de varenique (R$ 14,50), similar ao pirogue, um dos pratos mais pedidos da casa.

Serviço

BarBaran_(41) 3322-2912
Al. Augusto Stellfeld, 799, Centro
facebook.com/BarBaranUcrania

2º Lugar: Jacobina 

29,75% dos votos

Aberto em 2005, o Jacobina já é tradicional entre os curitibanos. A casa tem um ambiente acolhedor e uma comida saborosa. No almoço, serve opções da tradicional comida brasileira, como carne moída refogada com purê de batatas, ovo frito e arroz (R$ 16,90). Aos sábados, destaque para a feijoada, servida à vontade em cumbucas, por R$ 39,90. Como bom boteco, os petiscos são o forte do cardápio à noite, perfeitos para compartilhar com os amigos e acompanhar uma cerveja ou caipirinha. A porção de minipastéis (R$ 25) e o camarão folgado (camarão crocante em cama de parmesão, regado a requeijão e à geleia de pimenta, R$ 29) são os mais pedidos.

Serviço

Jacobina Bar_(41) 3016-6111
R. Alm. Tamandaré, 1.365, Juvevê
Instagram: @barjacobina

3º Lugar: Don Max 

27,28% dos votos

Reduto de músicos, atores e demais profissionais da classe artística, o Don Max se tornou um bar fora do comum. Inaugurado em 1996 pelo chef e sócio Paulo Zanatta, o espaço dispõe de um amplo cardápio, que vai do almoço ao jantar. O bar é indicado também para quem gosta de um bom happy hour, em ambiente descolado com atendimento informal e cachaças artesanais de primeira — são mais de 20 rótulos de produção própria, com tempos de curtição que podem variar de 15 dias a um ano. Destaque para a de banana e a de tangerina, ambas a R$ 7 a dose. Para acompanhar, as porções de mignon em cubos com shitake e gengibre (R$ 53,90) ou de berinjela gratinada (R$ 36,80) são ótimas pedidas.

Serviço

Don Max_(41) 3343-7989
R. Tenente Max Wolf Filho, 37, Água Verde
donmax.com.br

In this article

Join the Conversation