ESTILO

Farol Santander recebe primeira exposição de Emmanuelle Moureaux no Brasil

Mostra em São Paulo apresenta grande instalação que já passou por museus e galerias do Japão, França, Itália e Taiwan

Farol Santander São Paulo, centro de cultura, empreendedorismo, lazer e gastronomia, abriu na última sexta-feira (19), a primeira exposição no Brasil da artista e arquiteta francesa Emmanuelle Moureaux. Intitulada Floresta de Números, a mostra, com produção de Angela Magdalena (Madai) e Julia Brandão (Ayo) tem curadoria da própria artista, fica em cartaz até 23 de maio de 2021.

Inspirada nas variadas camadas e cores de Tóquio, cidade que escolheu para viver, Emmanuelle criou para o seu trabalho o conceito de shikiri, que consiste na divisão e criação de espaços utilizando as cores como elementos tridimensionais.

Artista e arquiteta francesa Emmanuelle Moureaux (Foto: divulgação)

Desenvolvida por Moureaux em 2017 para a comemoração de dez anos do The National Art Center (Tóquio), a instalação que será exibida no 23º andar do Farol Santander é homônima ao título da mostra e conecta artedesign e arquitetura.

“Esta imensidão colorida em nossa frente, acompanhada pelo silêncio desconhecido na cidade de São Paulo, nos transporta para a contemplação e relaxamento que muitos buscam em suas rotinas. Estamos lisonjeados por abrigar no prédio ícone de São Paulo, construído na década de 1940, a obra de uma artista que utiliza suporte contemporâneo e transita tão brilhantemente entre diferentes vertentes artísticas.”; destaca Patrícia Audi, vice-presidente executiva de Comunicação, Marketing, Relações Institucionais e Sustentabilidade do Santander Brasil.

A obra de Emmanuelle Moureaux provoca uma sensação de quietude em todo ambiente expositivo, preenchido por mais de quinze mil peças numéricas de 0 a 9, feitas de papeis e fios em cem tonalidades de cores. Os números coloridos são suspensos no ar e alinhados em camadas, numa imersão à floresta colorida em grades tridimensionais, pela qual o público pode caminhar entre as fileiras numerais.

(Foto: divulgação)

A instalação Floresta de Números (2017) faz parte da série “100 cores”, iniciada em 2013 pela arquiteta, com obras que proporcionam um aumento do impacto visual ao público, quando se deparam com cem tonalidades de cores diferentes, sendo exibidas de forma simultânea e um mesmo ambiente. A obra já foi exibida em museus e galerias da ItáliaFrança e Taiwan, além do Japão, sendo adaptada aos ambientes e espaços expositivos.

(Foto: divulgação)

Floresta de Números é apresentada pelo Ministério do Turismo e Santander, com patrocínio do Santander via Lei de Incentivo à Cultura. Realização da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Farol Santander São Paulo.

Deixe um comentário