5 maiores gafes do Oscar que (quase) superam a de La La Land

As 5 maiores gafes do Oscar que (quase) superam a de La La Land

Estatueta roubada, Branca de Neve processada e invasão de palco são destaques da nossa lista de maiores gafes do Oscar

1927 0
Compartilhe

Com 90 edições, o Academy Awards coleciona face crackings tão chocantes quanto o de Emma Stone na gafe do Oscar de 2017. A troca de envelopes no caso La La Land e Moonlight no ano passado é só um dos exemplos que ficaram para a história da cerimônia mais esperada do ano. Vem ver a lista que nós separamos das cinco maiores gafes do Oscar.

La La Land & Moonlight: A Origem

Se mesmo com a produção gigantesca do Oscar que acontece hoje em dia o episódio da troca de envelopes aconteceu, imagina em 1964. Lá nos tempos da transmissão em preto e branco, o Oscar conseguiu o feito da primeira troca de envelopes – e escolheu a pessoa errada para brincar. Muito menos amistoso que Emma Stone, o lendário músico Sammy Davis Jr. ao apresentar a categoria Melhor Trilha Sonora Adaptada recebeu o envelope de outra categoria (a de Trilha Sonora Original). Quando foi avisado que seu anúncio para John Addison (“Tom Jones”) era para Andre Previn (“Irma La Douce”), o músico negro ironizou “Espere só até o NAACP (Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor) saber disso, eu não vou errar dessa vez”. No vídeo publicado no canal do YouTube da Acadêmia em 2014 a afronta de Sammy Davis Jr. foi cortada.

 Leia também: Quatro cinéfilos apontam os “injustiçados” pela Academia que você deve ver

Branca de Neve e Rob Lowe

A apresentação de 11 minutos que abriu o Oscar de 1989 foi o possível motivo do fim da carreira de quem a produziu, Allan Carr (Grease). A apresentação, além de ser super exagerada e com várias escolhas de mau gosto, deu os vocais masculinos para Rob Lowe que desafinou e se perdeu na harmonia o tempo todo. As paródias e brincadeiras com o sucesso dos anos 80 “Proud Mary” não salvaram o dueto da estreante Eileen Bowma (Branca de Neve) e de Rob que “previa” os ganhadores do Oscar – nenhum dos nomes citados foi sequer indicado nos anos seguintes. Na mesma cerimônia, Chad Lowe, irmão do descompassado, também recebeu duras críticas com o número “I Wanna Be a Oscar Winner” e, para completar, a Disney processou a Acadêmia por não pagar pelo direito de imagem da personagem Branca de Neve.

Estatueta roubada

Cena do filme In Old Chicago (Foto: Reprodução)

Talvez o crime mais cara de pau da história aconteceu logo na cerimônia mais famosa do mundo. No ano de 1938, a atriz Alice Brady (In Old Chicago) decidiu não ir à premiação e a sua estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante foi entregue para um representante dela. Até aí, tudo bem, O problema é que ninguém conhecia o homem, nem mesmo Alice. Ninguém nunca mais viu o representante misterioso e nem a estatueta do homem careca. E, infelizmente, a atriz morreu antes de receber um novo troféu. Deve ser daí que vem a expressão “fazer a Alice”.

O maior spoiler

Se você assiste todos os filmes para acertar no bolão do Oscar, talvez gostaria de receber esse jornal. O Los Angeles Times bate no peito para falar sobre um dos seus maiores furos de reportagem do universo cultural. Na véspera da cerimônia de 1940, o jornal publicou os vencedores do Oscar e, obviamente, vendou milhares de exemplares. Depois dessa gafe de vazamento, o Oscar aprendeu a pedir sigilo absoluto dos votantes e (sim, mais uma vez) o envelope lacrado.

Só poderia ser nos anos 1970

Robert Opel no Oscar de 1974 (Foto: Reprodução)

Sabe o cara que entrou correndo no Carnaval de 2012? Ele não passa perto da nossa última gafe. No Oscar de 1974 o fotógrafo Robert Opel se passou por imprensa para poder acompanhar os bastidores da cerimônia. Na primeira oportunidade que teve ele fez o que só um homem dos anos 70 poderia fazer: tirou a roupa, invadiu o palco e fez o clássico “paz e amor”. Isso justo na hora que a grande estrela do cinema, Elizabeth Taylor, estava sendo convidada para subir ao palco. O ator David Niven que fazia o anúncio teve reação hilária e naquele instante surgia uma das maiores celebridades instantâneas do Oscar. Até hoje Robert é celebrado como uma das mais significantes figuras da cerimônia. Agora já sabe aonde a peladona da final do Big Brother Brasil 2012 fez escola. 

Agora que o Oscar já se recuperou da gafe de 2017, os atores do anúncio Faye Dunaway e Warren Beatty voltam a participar da premiação na edição de domingo. Desejamos que tudo aconteça conforme o script da cerimônia, porque nossa lista sempre está sedenta para aumentar.

Neste Artigo

Converse com a Gente