O sonho de menina pode se tornar realidade no Dreams, o novo Studio de Dança de Curitiba - TOPVIEW

O sonho de menina pode se tornar realidade no Dreams, o novo Studio de Dança de Curitiba

O mais novo espaço Dreams Studio de Dança inaugurou no dia 9 de novembro com o conceito de inspirar a realização de sonhos

Compartilhe

Sabe aquele sonho de menina de ser bailarina ou dançarina que ficou esquecido ou foi interrompido pelo ritmo da vida? Ele pode se tornar realidade no Dreams Studio de Dança, o mais novo espaço de dança de Curitiba que inaugura no dia 9 de novembro com o conceito de inspirar a realização de sonhos.

Um novo modelo de escola de dança

Voltado para mulheres a partir de 15 anos, o Dreams vai oferecer flexibilidade de horários para que as pessoas possam encaixar a dança em suas rotinas, independente de idade, estilo de vida, histórico ou experiências com dança. 

“Vamos oferecer mais de 50 aulas por semana, num modelo diferente das escolas de dança tradicionais, com aulas independentes e flexibilidade de horários. Nossa proposta é oferecer uma experiência nova todos os dias”, explica Emanuelly Martins, professora e sócia-proprietária do Dreams.

As alunas poderão escolher qualquer aula, em qualquer horário, seguindo a grade horária disponível e plano de aula contratado. Tradicionalmente, quem se envolve com a dança assume uma responsabilidade grande com ensaios, horários extras e espetáculos, que se tornam uma obrigação no dia a dia, principalmente para mulheres adultas.

“Foi assim que nasceu o conceito da Dreams Studio de Dança de Curitiba, numa proposta de incluir a dança no dia a dia de qualquer pessoa, com qualquer rotina. Queremos criar uma vida sem barreiras e despertar as mulheres para que elas vivam seus sonhos plenamente e se realizem”, conta Laryssa Mattos, bailarina e sócia-proprietária.

Por meio da dança, o studio busca o equilíbrio do corpo e da alma proporcionando bem-estar por meio do estímulo a um estilo de vida mais saudável, com resultados físicos, mentais e espirituais.

“Somos movidas pelo amor à dança, o que ela nos proporciona, nos desenvolve, o que nos realiza, transforma e nos faz crescer como pessoas” Daisy Victor, professora e sócia-proprietária do Dreams.

 

In this article

Join the Conversation