Desenvolvimento, tradição e respeito ao meio ambiente - TOPVIEW

Desenvolvimento, tradição e respeito ao meio ambiente

Nas plantações de tabaco é possível perceber como a natureza é fator determinante para o resultado um bom charuto

Compartilhe

Os charutos e a natureza são indissociáveis. Afinal, o produto é feito a partir de folhas de tabaco e os charutos Premium são inclusive feitos à mão e sequer têm adição de produtos químicos.

LEIA TAMBÉM: Em meio a natureza

Para você ter uma ideia, o tabaco é hoje a principal planta não alimentícia cultivada no mundo. As folhas são em um tom de verde claro, crescem próximas ao chão e as flores do tabaco são verde amareladas ou rosadas, variando conforme a espécie ou o solo.

Em 2019 tive a chance de conhecer o berço da produção de tabaco no Brasil, o Recôncavo Baia-no, uma região localizada em torno da Baía de Todos os Santos, uma reentrância no litoral da Bahia, e que inclui até a região metropolitana de Salvador.

É no Recôncavo Baiano que estão as principais plantações de tabaco do Brasil e do mundo, um lugar repleto de história e com paisagens de tirar o fôlego. Foi neste local, partir do século XIX, que surgiu a indústria brasileira de charutos e a região foi a responsável pela profissionalização, geração de renda e pelo desenvolvimento da economia de cidades como Cachoeira, Castro Alves, Cruz das Almas, São Gonçalo dos Campos, Sapeaçu, entre outras, a chamada “Mata Fina”, expressão que designa onde é produzido o melhor fumo para charutos do Brasil.

Ano passado, como escrevi em colunas anteriores, tive a oportunidade de participar do Festival Origens, um dos grandes festivais de charuto do mundo e que acontece anualmente nas cidades de Cachoeira e São Felix, no Recôncavo Baiano. Lá pude visitar plantações de tabaco e ver de perto como a natureza age.

A fazenda da Dannemann, por exemplo, tem mais de mil hectares de plantação e nunca mais de 25% do solo é plantado ao mesmo tempo. A alternância é essencial para a boa qualidade do tabaco, assim como a irrigação do solo. As mudas são plantadas manualmente e técnicas tradicionais de agricultura, como o gado para lavrar a terra, são utilizadas.

É uma experiência única visitar uma plantação de tabaco e ver de perto como passado e futuro caminham juntos. A lição que fica é que é possível atrelar desenvolvimento e tradição, sempre com respeito ao meio ambiente.

E você, já visitou uma plantação de tabaco? Compartilhe comigo a sua experiência.

Charutos do mês

Bolivar Belicosos Finos Forte, Long Filler.
R$95

Partagas P2Forte, Long Filler.
R$100

Montecristo No. 2Média – forte, Long Filler.
R$120

*Coluna originalmente publicada na edição 234 da revista TOPVIEW.

In this article

Join the Conversation