ESTILO

Decoração: quadros podem fazer qualquer um viajar sem sair de casa

Artistas da Urban Arts trazem os registros de passeios pelo mundo em obras únicas

Seja por saúde, trabalho ou outro motivo, nem sempre é possível viajar com a frequência que se gostaria. Em um mundo no qual os deslocamentos internacionais ficaram ainda mais trabalhosos, o desejo de visitar outros países parece mais forte. Se por um lado, os deslocamentos físicos estão mais difíceis, por outro, isso estimula a valorização de imagens que mostrem as maravilhas do planeta, sejam elas feitas por nós mesmos ou por outros.

E essas fotos podem conferir ainda mais personalidade e estilo à casa, ao mesmo tempo em que aplacam nosso desejo por um escape – quando transformadas em quadros que nos fazem viajar por lugares e períodos longínquos. Esse toque no décor é capaz de provocar bons sentimentos, enquanto conferem personalidade às paredes.

Na Urban Arts, é possível encontrar mais de 170 mil artes de mais de seis mil artistas à disposição de quem quer dar um up na decoração e no humor. Entre eles estão os trabalhos de Roberto Medeiros, Marcia Harumi, Renato van Ray, Marcia Vasconcellos e Toniolo Neto.

Com registros imersivos e que valorizam as paisagens naturais, o trabalho de Marcia Harumi pode ser considerado um verdadeiro convite para novas aventuras. Os registros da fotógrafa levam a conhecer novos lugares, culturas e experiências. “Minha verdadeira paixão é viajar, conhecer lugares novos, curtir belas paisagens, encontrar um momento, um ângulo, uma luz legal para fotografar e tratar minhas fotos para compartilhar e inspirar outras pessoas”, explica a artista. Na obra abaixo, ‘Um dia de Chuva’, a artista retrata uma estrada de terra com o clima e a tranquilidade da floresta.

Um dia de Chuva (Foto: Marcia Harumi)

Quem também fotografa alguma de suas viagens, é Renato van Ray. Com mais 900 obras no acervo da Urban Arts, o artista tem na natureza e no conjunto das paisagens sua maior inspiração. Em ‘RIO MAGGIORE’, batizada em homenagem à localidade italiana onde o clique foi feito, ele eterniza a tranquilidade e a beleza das cores do lugar. O paulista destaca que gosta de registrar através de suas lentes as sensações transmitidas pelos locais que visita. “Busco sempre aprender novas formas de me expressar. Se eu tivesse que escolher uma das minhas obras preferidas, seria aquela que eu ainda vou criar”, comenta van Ray.

Obra Rio Maggiore (Foto: Renato van Ray)

Para além de viajar muita gente sentiu falta da agitação das cidades e dos acontecimentos do cotidiano. A artista Marcia Vasconcellos utiliza o cenário dos espaços urbanos para encontrar detalhes peculiares que sempre fugiram do nosso olhar durante a rotina para criar obras que registram suas viagens de uma forma única e cheia de significados. “Através da minha lente, enxergo emoções de um universo desapercebido que minha razão não vê”, afirma.

(Foto: Marcia Vasconcellos)

Nascido no Vale do Paraíba, em São Paulo, Toniolo Neto explora o conceito de viajar sem sair de casa. Seja do ambiente social, moda, música ou dos próprios sentimentos, surgem inspirações para o artista paulista, que materializa suas ideias utilizando desde técnicas do abstracionismo à vetorização digital. Com forte apelo POP, o artista explora a experimentação de cores e formas, além do impacto das grandes metrópoles na rotina dos moradores, como na obra ‘Caution, Drones’. “O crescimento urbano desordenado, a gentrificação e a verticalização são temas recorrentes nas minhas criações”, explica Toniolo, que já conta com mais de 100 obras disponíveis no acervo da Urban Arts.

Caution, Drones (Foto: Toniolo Neto)

Além dos citados, a galeria conta com outros diversos artistas em seu portfólio que enaltecem grandes metrópoles, como São Paulo e Rio, as belezas arquitetônicas de Brasília e Belo Horizonte, além de cidades menores como Joinville e São José do Rio Preto. Também localidades do exterior estão retratadas em fotografias e artes de diversos artistas.

Deixe um comentário