Cresce em 400% a procura por decoração na pandemia - TOPVIEW
Compartilhe

Durante estes meses de isolamento social, difícil encontrar quem não mudou, ou teve o desejo de mudar algum cantinho da casa. Muitos até quiseram se aventurar nas obras e colocar, de fato, a mão na massa. Com orçamento mais baixo e execução mais rápida, os pequenos projetos estão entre os campeões de pedidos que chegam aos escritórios de arquitetura.

De acordo com Renata Pocztaruk, arquiteta e CEO da ArqExpress– startup de arquitetura e decoração que inova ao entregar projetos com orçamento total pré-definido pelo cliente e em tempo recorde – na pandemia as pessoas buscaram por transformações que possam ser feitas com a família dentro de casa, com custo acessível e sem obra.

“Com a quarentena, cresceu o desejo por decorar os ambientes e melhorar o bem-estar, seja adquirindo um móvel novo ou dando uma repaginada com acessórios, paisagismo e iluminação. Há ainda a questão do home office e muitos precisaram criar um espaço exclusivamente para o trabalho em casa”, afirma.

A metodologia inovadora criada pela ArqExpress, com a proposta de transformar o ambiente de forma rápida e com a quantia que o cliente está disposto a pagar, rendeu à empresa um crescimento significativo, com atendimento de aproximadamente 50 clientes por mês. A empresa atualmente possui escritórios próprios em Porto Alegre e Rio de Janeiro, conta com 100 consultoras e 20 parceiras em todo o Brasil, que atendem todo o território nacional de forma online. 

Outro diferencial da empresa é o tempo dos projetos. Na ArqExpress, é possível sair de casa para trabalhar e voltar com a casa toda decorada. “Acreditamos que decoração não é luxo, mas uma necessidade que melhora o bem-estar das pessoas. Por isso, criamos uma metodologia  para resolver os 2 grandes obstáculos que dificultam a contratação de um arquiteto: preço e tempo. Não basta fazer um projeto com custo acessível se o resultado final será algo que o cliente não conseguirá adquirir. Então começamos com o final: quanto você pode investir neste ambiente? E a partir deste valor, projetamos algo personalizado. Isso aliado a rapidez, praticidade e versatilidade”, explica Renata.

Uma pesquisa recente divulgada pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) registrou aumento de 23,61% no número de vendas online de móveis e itens de decoração entre 1º de março e 30 de abril, atrás apenas de calçados (93,08%), bebidas (78,90%), supermercado (34,44%) e artigos esportivos (25,75%).

De fato, a crise não está sendo um empecilho para executar a tão sonhada obra e pequenas reformas. Para saber mais sobre a ArqExpress, acesse: https://www.arqexpress.com.br/

In this article

Join the Conversation