ESTILO

Conheça a MyDoor: startup que fraciona residências de luxo

Na praia, no campo ou na montanha, startup leva segunda casa para novos públicos reunindo experiência de hospitalidade de alto padrão e liberdade de uso

Dois meses após anunciar seu lançamento oficial no mercado imobiliário brasileiro com uma rodada seed de R$ 8 milhões, a MyDoor, startup de residências de alto padrão com hospitalidade completa, promove uma operação de vendas robusta em Campos de Jordão durante a temporada de inverno. O estande conta com parcerias de marcas locais e  está localizado no centro turístico, próximo ao Baden Baden, na loja 12 do Shopping Austin Mall.

Oferecendo hospitalidade de luxo, financiamento direto e compra desburocratizada, a empresa possibilita a venda de casas de alto padrão no interior e no litoral paulista por uma fração do valor tradicional. A ideia é facilitar a coparticipação na compra do segundo imóvel – que normalmente não pode ser financiado em bancos tradicionais -, com cotas a partir de R$ 185 mil.

Na prática, cada residência poderá ter até oito proprietários, sendo que cada um terá direito a comprar no máximo quatro cotas por imóvel, cada uma correspondendo a 44 dias de uso ao ano. O número de dias representa a média de tempo de utilização de segundas casas, ocupadas por seus proprietários durante cerca de 6 semanas e meia no ano. Com a solução da MyDoor, além da compra ser mais acessível e as condições de financiamento e gestão facilitadas, o proprietário tem a oportunidade de rentabilizar seu investimento ao alugar o imóvel para outras pessoas nos dias vagos de suas cotas.

Toda a administração do imóvel é realizada pela própria MyDoor, e inclui a gestão, decoração e manutenção das casas, eliminando preocupações com questões como limpeza da piscina, gestão de funcionários, vazamentos e outros problemas comuns aos proprietários de segundas residências

De acordo com Fabio Godinho, CEO e cofundador da startup (anteriormente CEO da GJP, maior rede hoteleira brasileira especializada em lazer), o objetivo da empresa é suprir uma demanda que aumentou na pandemia, com a adoção do modelo home office e de quebra resolver dores comuns de quem busca passar uma temporada fora de casa. “O capital para investir em um imóvel de lazer é muito alto, sem contar com os custos mensais de manutenção e a dor de cabeça de lidar com alguns  imprevistos. A viagem de final de semana que antes era um gasto passa a ser um investimento de longo prazo”, explica.

Ainda conforme Godinho, o público alvo são famílias que buscam uma casa na praia ou no campo, seja para uma temporada de férias ou só para renovação de ares. Para atrair ainda mais este perfil, a startup conta com uma estrutura completa, possibilitando o agendamento de serviços de hospitalidade coordenados pelo concierge, além de serviços opcionais como chef de cozinha, babá, motorista, churrasqueiro, entre outros.

Financiamento

Recentemente, a MyDoor levantou sua primeira rodada de investimentos, liderada pela RTSC Holding, com a participação da Apex Partners, que avaliou a empresa em R$ 50 milhões. A startup também estruturou um CRI de R$ 200 milhões para aquisição de casas ou financiamento aos compradores. De acordo com o diretor de negócios imobiliários da empresa, Roberto Pinheiro, a inspiração para a MyDoor foi a startup americana Pacaso, considerada o unicórnio mais rápido dos Estados Unidos em 2021 e avaliada em mais de US$ 1 bilhão.

Atualmente, a MyDoor conta com 20 casas à venda espalhadas pelo Litoral Norte de São Paulo (Maresias, Riviera de São Lourenço, Praia de Juquehy, Praia da Baleia, Barra do Una), Guarujá, Litoral Sul e interior de São Paulo (Terras de São José/Itu, Avaré, Campos do Jordão).


Serviço

Evento: Operação de Vendas MyDoor

Local: Austin Mall, loja 12, Rua Vítor Godinho 71, Vila Capivari, Campos do Jordão – SP;

Data: durante todo o mês de julho

Horário: das 10h às 20h

Deixe um comentário