ESTILO

Carros Old School: por que o estilo ainda carrega uma legião de fãs?

Nostalgia, personalização e gosto por veículos antigos mexem com brasileiros em todo país

Espalhados por todo o Brasil, os amantes de carros antigos vivenciam um excelente momento. Programas dedicados aos veículos antigos e à restauração, além de feiras de carros, que ocorrem nas diferentes regiões do país, e uma forte comunidade on-line, ajudam a manter esse estilo vivo.

Inclusive, a internet colaborou para facilitar a vida de quem procura por carros usados e antigos, que já tenham décadas de fabricação. Sites especializados ajudam os colecionadores, tornando mais simples não apenas encontrar anúncios de venda de veículos antigos com preço justo, como também opções para a restauração dos modelos.

No entanto, quais são os motivos que justificam a presença tão forte dessa comunidade no Brasil? No texto abaixo, você entenderá melhor algumas das principais características que alimentam essa paixão em milhares de brasileiros.

Hábito herdado

Em muitos casos, os colecionadores de carros antigos herdaram esse hábito de algum familiar, principalmente de avôs, pais e tios. Muitas vezes, isso aconteceu de forma não planejada. A acelerada renovação da frota brasileira, intensificada nos anos 1990, fez com que muitos modelos antigos ficassem “perdidos” nas garagens de várias famílias.

Outro fator que colaborou para o cultivo dessa tradição é a liberação e o barateamento de carros importados, dando acesso aos colecionados a marcas como BMW, Land Rover e Audi. Com isso, modelos raros de circulação no Brasil puderam ser adquiridos pelos colecionadores brasileiros.

Nostalgia e personalização

Um fator importante que desperta essa paixão em muitas pessoas é a nostalgia. Os carros antigos permitem uma viagem ao passado para as pessoas mais velhas, na qual elas lembram da infância e da juventude. Essa nostalgia também remete ao momento em que esses colecionadores passavam tempo junto de amigos e familiares.

Outro ponto é a possibilidade de personalizar os veículos, sendo que muitas pessoas faziam isso por conta própria. Esse era um “programa” que envolvia pais e filhos em vários lares, de forma que isso aproximava não apenas os dois, mas estendia essa relação para o veículo.

Aqui, ainda há o fator do desejo de encontrar as peças originais e restaurar o veículo por completo, como se ele fosse novo. Essa procura ajuda muitos colecionadores a fazerem conexões com outras pessoas que têm essa mesma paixão, fortalecendo a conexão entre os membros dessa comunidade.

Conhecimento e tempo

Colecionar carros antigos também demanda que você aprofunde seus conhecimentos sobre o assunto, para que dê o devido valor aos veículos e às peças. Desse modo, a leitura de livros e revistas especializadas no assunto, assim como de sites ou mesmo canais do YouTube que discutam o tema, ajuda a desenvolver essa paixão.

Isso exige muito tempo por parte do colecionador. Período que será gasto para viajar até às feiras em diferentes cidades e estados, ir à oficina, conhecer alguém que possa ter a peça que faltava na restauração ou mesmo apenas passear com o veículo precioso.

Cuidados com a manutenção

A manutenção com o carro antigo é outro ponto importante. Não basta apenas adquirir um modelo retrô e deixá-lo parado na garagem, pois até isso pode danificá-lo. Encontrar as peças antigas também é um desafio, uma vez que elas são escassas e podem demorar meses até que você encontre uma que atenda às suas necessidades.

O ideal é que o colecionador realize essa manutenção em oficinas especializadas nesse tipo de restauração. São nelas que ele pode ter a maior garantia de que os mecânicos entendem sobre como reparar e certificar que as partes do veículo estão funcionando corretamente.

Deixe um comentário